A Federação Portuguesa de Voleibol (FPV) elege em 06 de junho os corpos gerentes para o quadriénio 2020/2024 e Vicente Araújo, presidente de 1996 a 2016, lidera a única lista a sufrágio, confirmou hoje à agência Lusa o organismo.

Impedido pela limitação de mandatos de se candidatar às últimas eleições (2016/2020), Vicente Araújo, de 68 anos, irá suceder a Álvaro Lopes e regressar a uma casa que conhece bem e nunca deixou, uma vez que desempenha funções de vice-presidente no executivo.

A lista liderada por Vicente Araújo, que já foi validada pela Mesa da Assembleia Eleitoral, aposta na continuidade dos nomes dos corpos gerentes, que se mantêm para o Conselho de Justiça, Conselho de Disciplina, Conselho de Arbitragem e Mesa da Assembleia Geral.

Vicente Henrique Gonçalves de Araújo, professor de educação física, foi eleito pela primeira vez para a presidência da FPV em 1996, cargo que desempenhou, sem interrupções, até 2016, altura em que foi afastado pelo limite de mandatos.

A assembleia geral para a eleição dos órgãos sociais da FPV para o quadriénio 2020/2024 decorrerá em 06 de junho, no Auditório Fernando Jorge de Araújo Barros, na sede federativa, no Porto, podendo os delegados votar por correspondência.

Para além de presidente da FPV, Vicente Araújo também desempenhou cargos, ou ainda desempenha, em outros organismos, como o Comité Olímpico de Portugal (COP) e, a nível mundial, na Federação Internacional de Voleibol (FIVB).

Vicente Araújo é, presentemente, responsável pela área do voleibol de praia e pela Comissão de Desenvolvimento da FIVB, onde já desempenhou funções de vice-presidente executivo, membro do conselho de administração e do conselho World Vision.

A nível de competições, desempenhou funções de supervisor da FIVB na Liga Mundial e foi membro do Comité de Controlo nos Jogos Olímpicos de Atlanta (1996), Sidnei (2000), Atenas (2004), Pequim (2008) e Londres (2012), entre várias competições, e presidente do Comité de Controlo do Campeonato do Mundo de Juniores Masculinos, em Marrocos, em 2007.

O dirigente foi ainda responsável pela organização do Congresso Mundial de Voleibol da FIVB, no Porto, em 2004, assim como de várias provas de qualificação para os Campeonatos do Mundo e da Europa, bem como de etapas do Circuito Mundial de voleibol de praia.

Autor e coautor de publicações técnicas sobre o voleibol, Vicente Araújo foi, entre outros, distinguido com a Medalha de Mérito Desportivo e com o Troféu Confederação do Desporto de Portugal e é Sócio de Mérito e Sócio Honorário da Associação de Voleibol do Porto (AVP).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.