O Benfica venceu hoje o Sporting no quarto jogo da final do campeonato nacional de voleibol, por 3-1, e adiou a decisão do título para a quinta e última partida, a ser disputada na próxima terça-feira.

Num encontro disputado no Pavilhão n.º 2 da Luz, os ‘encarnados' estavam obrigados a ganhar para não deixar escapar já este sábado o título para o rival no ano em que este assinala o regresso à modalidade 22 anos depois da última presença. Depois de duas derrotas seguidas no Pavilhão João Rocha, a equipa de José Jardim impôs o seu poder em casa e deixou tudo em aberto.

O quarto dérbi começou sob o signo do equilíbrio e assim foi até ao fim do primeiro ‘set’, pontuado por fases distintas das duas formações. Ao equilíbrio inicial seguiu-se uma fase de maior ascendente do Benfica, que permitiu depois o ressurgimento do Sporting, expresso em cinco pontos seguidos que viraram o marcador a seu favor. Porém, no último fôlego, o Benfica despertou e salvou a vitória no primeiro parcial.

A vantagem conquistada a abrir, apoiada nas prestações sólidas de Zelão e Honoré, galvanizou o campeão nacional para o ‘set’ seguinte, que viria a vencer por 25-18. Para tal desfecho muito contribuiu o bloco mais coeso do Benfica, mas, sobretudo, um inusitado número de erros da equipa de Hugo Silva, nomeadamente no seu serviço.

O discurso do treinador ‘leonino' na transição para o parcial seguinte teve o mérito de dar um novo alento aos ‘leões', que se exibiram a um nível mais condizente com aquele que teve ao longo da fase regular do campeonato, vencendo por 25-19. A entrada em cena de Dennis virou também o jogo a favor do Sporting, conferindo maior consistência e segurança perante o olhar atento do presidente do clube, Bruno de Carvalho.

Contudo, depois de no jogo da fase regular ter estado a vencer por 2-0 e permitir a reviravolta aos ‘leões', o Benfica mostrou outra maturidade e teve a capacidade necessária para reassumir o controlo da partida. Com o apoio de um pavilhão quase repleto, os ‘encarnados' impuseram-se por 25-19 e selaram um triunfo justo.

O quinto e derradeiro jogo da final realiza-se na terça-feira no Pavilhão João Rocha, em Lisboa.

*Artigo atualizado às 20h56

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.