O capitão Rui Machado acredita que a seleção portuguesa de ténis vai disputar "uma eliminatória complicada" com a Bielorrússia, que tem "uma equipa bastante completa", na próxima eliminatória do Grupo I da Zona Europa/África da Taça Davis.

"É uma deslocação difícil. É uma equipa bastante completa e vamos jogar fora. Preferia que o sorteio tivesse ditado um encontro em nossa casa, mas vamos tentar preparar-nos da melhor maneira. Quando entramos numa eliminatória da Taça Davis, mesmo sendo difícil, acreditamos sempre que é possível ganhar e, mais uma vez, será esse o espírito da seleção", garantiu o capitão, em declarações à Lusa.

Prevendo uma "eliminatória complicada" em setembro, Rui Machado espera que os "jogadores portugueses se mantenham em forma e façam uma boa temporada para chegarem nas melhores condições" ao desafio com a Bielorrússia, que apurará o vencedor para a fase de qualificação de acesso ao Grupo Mundial e empurrará a equipa derrotada para o Grupo II.

Tal como Rui Machado, o número dois português e 101.º do ‘ranking’ ATP, Pedro Sousa, admitiu que a preferência dos jogadores portugueses passava por jogar em casa, embora defenda que "não existem seleções fáceis".

"Vai ser um grande desafio. Esperamos estar à altura para voltarmos a jogar os ‘play-offs’ no próximo ano", avançou o jogador, que contraiu uma lesão no cotovelo direito na última eliminatória da Taça Davis frente ao Cazaquistão e prevê duas semanas de paragem.

O presidente da Federação Portuguesa de Ténis, apesar de sublinhar a "dificuldade de jogar fora e na Europa de Leste", assegurou que a equipa nacional vai "com a mesma vontade de ganhar" para garantir uma vaga na fase de qualificação para o Grupo Mundial.

"Estamos convictos que temos valor para ganhar à Bielorrússia, mesmo jogando fora. O nosso objetivo é chegar ao Grupo Mundial e acho que mais tarde ou mais cedo vamos conseguir. Neste momento, vamos tentar vencer para ir ao ‘qualifying’ no próximo ano. Os jogadores estão muito motivados para que isso aconteça e, acima de tudo, acho que merecem pelo esforço que têm feito", enalteceu Vasco Costa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.