Os surfistas Frederico 'Kikas' Morais, Miguel Blanco e Vasco Ribeiro estão entusiasmados com a participação no Meo Rip Curl Pro Portugal, em Peniche, etapa do cirucito mundial que vai contar, pela segunda vez, com três atletas portugueses.

"Peniche é especial. Felizmente temos um público incrível, a praia cheia, e tudo a gritar e a puxar por nós. Já ganhei duas etapas este ano em Portugal [Santa Cruz e Açores, do circuito de qualificação] e é ótimo. Ganhar é ótimo, em Portugal é ainda melhor", lançou Kikas, o surfista português com melhor 'ranking' mundial (sexto no circuito de qualificação e 34.º no circuito mundial), na conferência de imprensa de lançamento da prova, em Peniche.

Aos 27 anos, Kikas, que em 2017 e 2018 integrava o circuito principal da Liga Mundial de Surf (WSL, na sigla inglesa), vai competir nesta prova da elite disputada na Praia dos Supertubos pela sexta vez (2013, 2015, 2016, 2017, 2018 e 2019).

"Este campeonato não define nada em termos de pontos, para mim, por isso, posso estar mais relaxado e tranquilo. É o que todos dizem: é ir 'heat' a 'heat' e todos queremos a vitória", realçou o surfista do Guincho.

Por seu turno, Miguel Blanco, 23 anos, bicampeão português de surf, vai participar pela terceira vez nesta etapa portuguesa do circuito mundial, depois de também ter sido convidado para as edições de 2016 e 2018, e quer fazer valer o tempo que passou a treinar nos tubos da praia mais famosa de Peniche para conseguir um bom resultado.

"Lembro-me ainda do primeiro WCT em Peniche [2009], eu tentava faltar à escola para assistir e é uma prova especial. Passo muito tempo do meu inverno aqui [Peniche], na Nazaré e na Ericeira, e espero que o treino dê frutos", assinalou, destacando ainda a importância de este ser um evento com preocupações com a sustentabilidade ambiental. "Temos que proteger o que é tão especial para nós", rematou o campeão nacional em título.

Já Vasco Ribeiro vai participar neste campeonato pela quarta vez (2015, 2017, 2018 e 2019), tentando repetir a prestação da primeira ocasião, a sua melhor até ao momento em Supertubos, onde atingiu as meias-finais.

"Parto com a expectativa de dar o meu melhor e fazer um bom campeonato. As previsões também estão boas, o que ajuda, obviamente. Estou sem pressão e a competir em casa, com o apoio de toda a gente, e é muito especial contar com o apoio dos portugueses", realçou à Lusa o surfista de 24 anos, à margem do evento.

Esta vai ser a 11.ª edição da etapa dos Supertubos e é apenas a segunda vez em que vão estar três portugueses em prova, repetindo o que aconteceu em 2015, então, com 'Kikas', 'Vasquinho' e Tiago 'Saca' Pires.

Frederico Morais vai disputar a terceira bateria da primeira ronda contra os brasileiros Ítalo Ferreira e Yago Dora, Vasco Ribeiro está no 'heat' 5 contra o brasileiro Filipe Toledo e o havaiano Ezekiel Lau, e Miguel Blanco vai participar na sexta bateria contra o campeão do mundo em título, o brasileiro Gabriel Medina, e o francês Joan Duru.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.