Os pilotos portugueses Rúben Faria e Hélder Rodrigues lembraram o amigo Paulo Gonçalves, que morreu este domingo a fazer o que mais gostava, na sétima etapa do rali Dakar de todo-o-terreno.

"É com profunda tristeza que recebi esta notícia! Paulo eras mais que um colega de profissão, tu eras um grande amigo, crescemos juntos naquilo que sabíamos fazer, partiste a fazer aquilo que mais gostavas, andar de moto", escreveu Ruben Faria.

Numa mensagem na sua página no Facebook, Rúben Faria junta uma fotografia com Paulo Gonçalves e Hélder Rodrigues, um trio que conseguiu dos melhores resultados portugueses nas motos no Dakar.

"Até um dia meu amigo!", concluiu Rúben Faria.

Também no Facebook, Hélder Rodrigues lamentou a morte de um "grande guerreiro", numa mensagem em que junta fotos com Paulo Gonçalves e Rúben Faria.

"Amigo há tantos anos que estávamos a buscar o mesmo sonho e objetivo, lutando, lutando, e tu partiste agora. Descansa em paz meu querido, sempre com a força que tiveste até hoje. Para a tua família muita força neste momento e todo o carinho que merecem. Eras um grande guerreiro e assim vais ficar na nossa cabeça e coração", escreveu Hélder Rodrigues, que sofreu um acidente grave no Dakar em 2007.

O ‘motard’ Paulo Gonçalves faleceu na sequência de uma queda durante a sétima de 12 etapas da 42.ª edição do Rali Dakar de todo-o-terreno, na Arábia Saudita.

De acordo com a informação da Amaury Sport Organization (ASO), o alerta foi dado às 10:08 horas locais, menos três em Lisboa.

Foi enviado de imediato um helicóptero que chegou junto do piloto às 10:16, tendo encontrado Paulo Gonçalves inconsciente e em paragem cardiorrespiratória.

"Depois de várias tentativas de reanimação no local, o piloto foi helitransportado para o hospital de Layla, onde foi confirmada a morte", referiu a organização.

Paulo Gonçalves participava no Dakar pela 13.ª vez desde 2006, ano de estreia na prova.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.