O estónio Ott Tanak (Toyota Yaris) estreou-se hoje a vencer o Rali de Portugal, sétima prova do Campeonato do Mundo, deixando o belga Thierry Neuville (Hyundai i20) a 15,9 segundos, mas falhando o assalto à liderança do Mundial.

O piloto da Toyota confirmou o domínio exercido a partir da primeira passagem por Arganil, na sexta-feira, conquistando a terceira vitória da temporada, na 53.ª edição da prova portuguesa.

O irlandês Kris Meeke (Toyota Yaris) perdeu o segundo lugar esta manhã, quando fez um pião em Montim 2, que lhe custou 17 segundos, caindo para a terceira posição, antes de desistir na última especial, depois de outro pião.

O francês Sébastien Ogier (Citroën C3), que chegou à sétima prova da temporada como líder do Mundial, optou por uma toada mais calma ao longo de toda a manhã, de forma a evitar abrir a pista na próxima prova, na Sardenha, mas o terceiro lugar de Tanak na ‘power stage' deixou-os separados por apenas dois pontos.

O campeão do mundo terminou em terceiro, a 57,1 segundos de Tanak, mantendo o comando do campeonato, com 142 pontos, contra os 140 do piloto da Toyota.

Desde que em 2015 a prova regressou ao norte do país, este é o quinto vencedor diferente, depois do finlandês Jari-Matti Latvala (2015), Kris Meeke (2016), Sébastien Ogier (2017) e Thierry Neuville (2018) terem vencido as edições anteriores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.