O Automóvel Clube do Mónaco, organizador do Grande Prémio do Mónaco, anunciou esta quinta-feira o cancelamento da edição deste ano da histórica prova, decisão entretanto divulgada pela própria Fórmula 1.

A organização justifica a decisão com a incerteza que ronda toda a temporada de F1 devido à pandemia de Covid-19 e surge depois da F1 ter anunciado o adiamento da prova.

"A situação atual acerca da pandemia que atinge o mundo e a sua evolução desconhecida, a incerteza quanto ao impacto no Campeonato do Mundo de Formula 1, a incerteza quanto à participação das equipas, às consequências das várias formas de confinamento tomadas pelos governos mundiais, as restrições multi-fronteiriças para entrar no Principado do Mónaco, a pressão nos negócios envolvidos, no staff que está impedido de proceder à instalação das infraestruturas necessárias, os trabalhadores e de voluntários (mais de 1.500) necessários para o sucesso do eventos significa que a situação não é mais comportável", é a explicação dada pelo Automóvel Clube do Mónaco antes de confirmar o cancelamento do 78.º Grande Prémio do Mónaco, bem como do 12.º Grande Prémio Histórico do Mónaco.

A organização lamenta ainda que "estes dois eventos não possam ser adiados e de forma alguma, seria possível a sua organização ainda este ano".

O cancelamento do GP do Mónaco surge no mesmo dia em que a Formula 1 anunciou também  o adiamento das provas de Holanda e Espanha. 

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.