O piloto português Miguel Oliveira (KTM) melhorou hoje 0,674 segundos em relação aos tempos de sábado no segundo dos últimos três dias de testes de MotoGP no circuito de Losail, no Qatar.

No entanto, apesar da melhoria, este registo tornou-o o 21.º mais rápido do dia em que rodou pela primeira vez com as novas cores da equipa Tech3.

"Hoje foi um dia bastante diferente de sábado. Melhorámos o nosso tempo por volta, o que foi bom. Mas todos estiveram muito perto. Além disso, conseguimos realizar um trabalho decente na mota", começou por explicar o piloto de Almada.

Miguel Oliveira concentrou-se hoje em séries longas de voltas, numa simulação de corrida.

"Adaptámos bastante a mota em termos de pneus e de configuração, não a pensar em voltas rápidas, mas para ter um bom ritmo. No geral, senti-me bastante forte e terminei o dia com um bom tempo mesmo estando a utilizar um pneu bastante usado", afirmou o piloto natural de Almada.

Por isso, o português considerou que a posição na tabela de tempos "não reflete o trabalho efetuado".

"Teremos muitas oportunidades para tentar uma volta rápida e é nisso que nos vamos concentrar nesta segunda-feira", prometeu Oliveira, que terminou o dia a 1,681 segundos do mais rápido, o espanhol Alex Rins (Suzuki).

O malaio Hafizh Syarin (KTM), companheiro de equipa do piloto de Almada na Tech3, foi o último, a 2,390 de Rins.

Esta segunda-feira realiza-se o terceiro e último dia de testes da derradeira bateria de ensaios de pré-temporada de MotoGP, cujo campeonato do mundo arranca no dia 10 de março nesta mesma pista de Losail, no Qatar.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.