Charles Leclerc garante que ele e o seu colega na Ferrari, Sebastian Vettel, vão ser "menos agressivos um com o outro em pista" depois do acidente entre os dois no Brasil.

Os dois pilotos passaram algum tempo a discutir junto com a equipa o incidente no qual colidiram enquanto disputavam o quarto lugar em Interlagos, há duas semanas.

"Claro que vamos continuar a correr um contra o outro. Somos dois pilotos competitivos que querem muito ganhar", afirmou Leclerc.

Contudo, o piloto monegasco adiantou que os dois iam agora ter mais cautela. "Temos, contudo, de conseguir encontrar o compromisso certo, porque a verdade é que corremos para a mesma equipa. Temos de dar um pouco mais de espaço um ao outro", acrescentou Leclerc, que avançou que tinha conversado com Vettel sobre o incidente e que ambos reconheceram que o podiam ter evitado.

O acedente aconteceu quando Vettel tentava recuperar a quarta posição, depois de Leclerc o ter passado algumas curvas antes, a cinco voltas do final da corrida.

Vettel ultrapassou Leclerc, mas a sua traseira esquerda acabou por tocar na asa dianteira direita do carro de Leclerc, partindo a suspensão do carro deste e provocando um furo ao alemão.

"Explicámos o ponto de vista de cada um. O Seb talvez não talvez não devesse ter ido pela esquerda, e sabe disso, e eu podia ter-me esforçado mais para evitar que ele tentasse passar por ali. O importante é que clarificámos tudo e agora podemos seguir em frente", concluiu o piloto de 22 anos.

"Visualizámos o incidente, tentámos perceber o que se passou e ver como podemos fazer melhor no futuro. As consequências foram graves, mas o impacto até foi relativamente pequeno, pelo que houve também um pouco de azar", acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.