O piloto português António Félix da Costa afirmou hoje que o triunfo na corrida inaugural do Campeonato do Mundo de Fórmula E, na Arábia Saudita, é uma “maneira incrível” de iniciar a temporada, após “dois anos muito duros”.

“É uma maneira incrível de começar o ano. Estou muito contente. Trabalhámos muito. Estamos de volta e vamos ao ataque. Agradeço a todos aqueles de nos apoiaram nos momentos mais difíceis. Os últimos dois anos foram duros, foram difíceis”, disse o piloto luso da BMW após a prova, depois de 25 meses sem somar qualquer vitória.

Félix da Costa, que partiu da ‘pole position’ no circuito citadino em Diriyah, cidade próxima da capital Riade, terminou a corrida com 462 milésimos de vantagem sobre Vergne, que defende o título conquistado na temporada passada, e 4,033 sobre o belga Jérôme d'Ambrosio, segundo e terceiro classificados, respetivamente.

O piloto português liderou durante a fase inicial da prova, até ser ultrapassado por Vergne, e, posteriormente, pelo alemão André Lotterer, mas o duo da frente foi penalizado com uma passagem pelas ‘boxes’, deixando Félix da Costa na liderança, com uma vantagem confortável sobre d'Ambrosio.

A entrada do ‘safety car’ reagrupou o pelotão e permitiu a recuperação de Vergne, que chegou a esboçar a ultrapassagem a Félix da Costa nas últimas curvas do circuito, mas o piloto português conseguiu resistir e, dessa forma, assumir a liderança do campeonato.

O Grande Prémio da Arábia Saudita foi a primeira de 13 provas do campeonato, que se disputam em 12 cidades de cinco continentes, com a última ronda – a única em que está prevista a realização de duas corridas - a realizar-se em Nova Iorque, em 13 e 14 de julho de 2019.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.