A norte-americana Simone Biles, estrela-maior da ginástica artística da atualidade, conquistou esta quinta-feira, em Estugarda, a sua 16.ª medalha de ouro em campeonatos mundiais ao vencer pela quinta vez na carreira o concurso geral. É a primeira mulher da história a lograr tal feito.

A jovem chinesa Tang Xijing, de 16 anos, levou a medalha de prata, a uns distantes 2.100 pontos de Biles, enquanto Angelina Melnikova, da Rússia, ficou com o bronze.

Biles tinha já ajudado os EUA a conquistarem o ouro no concurso colectivo na passada terça-feira, 8 de outubro, onde se tornou na primeira mulher a chegar às 21 medalhas em Mundiais de ginástica.

Aos 22 anos, totaliza agora 22 medalhas, é a atleta feminina mais medalhada da história e está a apenas uma do recorde absoluto, detido pelo lendário ginasta bielorruso Vitaly Scherbo.

Simone Biles: a mulher com mais medalhas na ginástica surpreendeu com dois movimentos nunca antes vistos
Simone Biles: a mulher com mais medalhas na ginástica surpreendeu com dois movimentos nunca antes vistos
Ver artigo

Biles liderou o concurso geral desde o início, somando 15.223 pontos na primeira disciplina, o salto de cavalo. Continuou a sua sólida prestação nas barras assimétricas, onde obteve a terceira melhor pontuação entre todas as participantes, e partiu em definitivo para a vitória ao ser a melhor na trave olímpica. Selou o triunfo ao obter também a pontuação mais alta no exercício de solo, onde somou 14.400 pontos quando precisava de apenas 12.300 para confirmar o título.

A atleta norte-americana poderá quebrar o mítico registo de Scherbo já este fim-de-semana, em que irá participar nos quatro concursos individuais por aparelho.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.