Os judocas Anri Egutidze (-81 kg) e Bárbara Timo (-70 kg) foram hoje afastados na segunda ronda dos II Jogos Europeus, em Minsk, pouco tempo depois de um trio de compatriotas ter ‘caído’ logo no combate inaugural.

Anri Egutizde, 15.º do ranking mundial, perdeu por ‘ippon’ com o georgiano Luka Maisuradze, 28.º, em 3.22 minutos de combate, já depois de ter sofrido um ‘waza-ari’.

Na ronda inaugural, o atleta português de origem georgiana tinha vencido o polaco Damian Szwarnowicky, 30.º, por ‘ippon’.

Bárbara Timo, 30.ª da classificação mundial, não resistiu à austríaca Michaela Polleres, quinta e medalha de bronze nos Europeus de 2018, acabando por sofrer ‘waza-ari’ a 43 segundos do fim.

No primeiro combate, a judoca nascida no Brasil e naturalizada portuguesa em janeiro, impôs-se à belga Gabriela Willems, 27.ª, por ‘waza-ari’.

Carlos Luz (-81 kg), Jorge Fernandes e Nuno Saraiva (-73 kg) foram afastados logo ao primeiro combate, pelo que hoje já mais nenhum judoca português combaterá em Minsk.

Na segunda-feira, Patrícia Sampaio, Yahima Ramirez, Rochele Nunes, Tiago Rodrigues e Jorge Fonseca entram em ação na capital da Bielorrússia.

No primeiro dia de competição, no sábado, Portugal conquistou três medalhas, uma de bronze, pela ‘inevitável’ Telma Monteiro, e uma de prata e uma de bronze pelo trio da ginástica acrobática - Bárbara Sequeira, Francisca Maia e Francisca Sampaio Maia -, no exercício dinâmico e no equilíbrio, em Minsk.

Em Baku2015, na estreia dos Jogos Europeus, Portugal amealhou três medalhas de ouro, quatro de prata e três de bronze, pecúlio que lhe valeu o 18.º lugar entre 50 países.

Nestes II Jogos Europeus, que reúnem 4.000 atletas de 50 países em 15 desportos, Portugal compete com 98 elementos em atletismo, badminton, futebol de praia, canoagem, ciclismo (estrada, contrarrelógio e pista), ginástica (artística, trampolins, aeróbica e acrobática), judo, karaté, lutas amadoras, tiro, tiro com arco, tiro com armas de caça e ténis de mesa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.