Declarações de Alejandro Dominguez, treinador do Benfica, após a derrota por 5-2 frente à Oliveirense, na final da Taça de Portugal de hóquei em patins, em Oliveira de Azeméis.

"De cabeça quente diria que não conseguimos jogar o hóquei que praticamos. A Oliveirense é muito boa a jogar de forma vertical, o Jordi [Bargallo] é muito bom no um para um, o Marc [Torra] também, o Xavi [Barroso] na ameaça de remate. Sou sincero, eles jogaram melhor que nós. Conseguiram jogar o seu hóquei e saiu-lhes bem o decorrer do jogo.

O penálti colocou-os na frente, um contra-ataque em que a bola entra junto ao primeiro poste e depois geriram bem a vitória. Estavam a ganhar 3-1 e fizeram fantasticamente bem a gestão desse resultado, jogando em casa e a jogar bem.

A atitude desta equipa é muito importante. Para ganhar coisas é preciso estar nas finais, este ano tivemos duas, da Liga Europeia e da Taça de Portugal, fico com isso no meu trabalho e com a amargura de não poder dar a esta gente incrível uma alegria, mas no futuro espero conseguir.

Nada nos surpreendeu [na equipa da Oliveirense], sabíamos que equipa íamos enfrentar, tem um monte de recursos, uma 'equipaça'. Na conferência de imprensa perguntaram ao treinador da Oliveirense se haviam falhado a época. A Oliveirense perdeu na Liga Europeia contra um Benfica extraordinário, mas é uma grande equipa.

Adiantou-se na final em sua casa, jogando um bom hóquei. Quisemos anulá-los como fizemos antes e não conseguimos. Os jogadores empenharam-se, tentaram subir, mas quando começas a ser ultrapassado no um para um, começas a baixar linhas e tivemos de o fazer."

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.