Portugal, com enorme sofrimento, Chile e Angola completaram hoje o quadro dos quartos de final do 43.º campeonato do Mundo de hóquei em patins, juntando-se a Argentina, Itália, Espanha, Moçambique e Colômbia, em Nanjing, na China.

Depois dos desaires com Argentina e Itália, a formação das ‘quinas’ apenas precisava de empatar com a França, mas, a pouco mais de dois minutos, estava a perder por 5-4, para acabar por vencer por 6-5 nos instantes finais.

Uma grande penalidade concretizada por Reinaldo Ventura, que ‘bisou’, e um golo perante uma baliza sem guarda-redes de Hélder Nunes, autor de um ‘hat-trick’, salvaram Portugal de ficar fora dos oito primeiros do Mundial, cenário que parecia impensável.

Ao contrário dos dois primeiros jogos, Portugal até começou a ganhar, com um tento de Gonçalo Alves, mas os franceses, comandados por Roberto Di Benedetto (três golos), nunca estiveram a perder por mais de um golo e quase surpreenderam.

Se Portugal penou para chegar aos ‘quartos’, o Chile apurou-se sem problemas, ao bater a Alemanha por 7-3, num embate do Grupo B arbitrado pelos portugueses Luís Peixoto e Miguel Guilherme, tal como Angola, que goleou o Egito por 24-1, sendo que nem precisava de pontuar para ser primeira do Grupo B da Taça FIRS.

A formação das ‘quinas’ vai jogar o acesso às meias-finais com Moçambique, enquanto Angola defronta a campeã em título Argentina, a Espanha mede forças com a Colômbia e a Itália encontra o Chile.

Na terceira e última jornada da fase de grupos, a Argentina assegurou a vitória no Grupo A, ao golear a Itália por 6-1, assumindo-se cada vez mais como um dos principais candidatos à vitória na competição.

No Grupo B, a Espanha também acabou em primeiro, como se esperava, mas só bateu Moçambique por tangenciais 3-2, resultado selado logo aos cinco minutos da segunda parte, depois de um golo do benfiquista Jordi Adroher.

No que respeita à Taça FIRS, competição que decorreu em paralelo e apurava o primeiro de cada um dos agrupamentos para os quartos de final, Angola ‘cilindrou’ o Egito por 24-1 e confirmou o primeiro posto do Grupo B, com mais nove golos do ‘leão’ João Pinto, melhor marcador da prova, com 23.

Por seu lado, a Colômbia, que já havia assegurado o primeiro posto do Grupo A, selou também o pleno de vitórias, ao golear a África do Sul por 19-0.

Quarta-feira a prova terá um dia de descanso, com os quartos de final a realizaram-se na quinta-feira. As meias-finais jogam na sexta-feira e a final no sábado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.