Os novos selecionadores de hóquei em patins masculino e feminino de Portugal mostraram-se hoje orgulhosos por dar continuidade a um trabalho que tem tido êxito, e admitiram que se trata de um objetivo concretizado.

“Deve-se à competência, conhecimento, saber estar e a mais valia que são para estas seleções nacionais. É uma estrutura forte e coesa”, disse o diretor técnico da Federação Portuguesa de Patinagem, Nuno Ferrão, na apresentação dos novos treinadores.

O selecionador nacional feminino, Hélder Antunes, manifestou a intenção de colocar as suas atletas a competir num nível alto, mas não quis traçar objetivos e justificou porquê.

“É o concretizar de um objetivo que tinha enquanto treinador de hóquei em patins. Queremos trabalhar com afinco para que posamos colocar Portugal no feminino na rota do título, algo que nos escapa há mais de 18 anos. Precisamos de algum tempo para fazer um bom trabalho, sério, ir a pequenos pormenores que fazem grande diferença, mas é escusado falar em fasquia e objetivos. Primeiro, há que ter contacto com os atletas, porque devem ser definidos entre todos”, disse o selecionador, de 39 anos.

Já Renato Garrido, de 45 anos, também treinador da Oliveirense, será o selecionador nacional masculino. Durante o discurso recordou os títulos conquistados por Portugal no passado, feitos que deseja viver enquanto líder da equipa.

“É uma honra e orgulho representar Portugal. Viram em nós alguém que fosse capaz de dar continuidade a um trabalho que foi feito com êxito e que nos engrandeceu na modalidade ao vencer títulos europeus e mundiais. Não vamos fugir a isso”, declarou.

Sobre o lote de 10 convocados para o torneio de Montreux, que se disputa entre os dias 17 e 21 abril, o selecionador vincou que o “grupo nunca está fechado e que as escolhas vão de encontro ao momento [de forma] dos jogadores”.

Para a Suíça, Renato Garrido chamou Nélson Filipe, Telmo Pinto, Hélder Nunes, Rafa e Gonçalo Alves, do FC Porto, Ângelo Girão e Henrique Magalhães, do Sporting, Diogo Rafael, do Benfica, Jorge Silva, da Oliveirense e João Rodrigues, do FC Barcelona.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.