O Benfica venceu hoje em casa da Oliveirense 3-2, na primeira mão dos quartos de final da Liga Europeia de hóquei em patins, levando uma importante vantagem para a segunda mão que se disputa no Pavilhão da Luz.

A Oliveirense até marcou primeiro, por intermédio de Jorge Silva, aos seis minutos, mas o ‘capitão’ do Benfica, Valter Neves, empatou aos 15, com a reviravolta a ser consumada por Jordi Adroher, a um minuto do descanso (24). Na segunda parte, Xavi Barroso voltou a igualar o marcador (34), com Albert Casanovas a marcar o golo da vitória, no minuto seguinte (35).

A equipa da casa entrou melhor e, logo no primeiro minuto, Marc Torra acertou no ferro, uma premonição do que aconteceria pouco depois, com Jorge Silva, em contra-ataque, a abrir o marcador num forte remate diante de Pedro Henriques.

Depois de uma entrada fulgurante, durante a qual não conseguiram ampliar a vantagem, os oliveirenses acabariam por sofrer o golo do empate, numa boa jogada individual do ‘capitão’ benfiquista Valter Neves, que deixou os adversários para trás e ‘picou’ sobre Puigbi.

Com a igualdade no marcador, ambas equipas iam procurando o golo da vantagem, com desperdício de ambos lados, mas, já perto do intervalo, um contra-ataque das ‘águias’ terminou com Adroher na cara de Puigbi e o avançado não perdoou perante o compatriota espanhol.

Na saída dos balneários, destaque para as intervenções de Puigbi e Pedro Henriques, que impediram o golo adversário, mas o ‘guardião’ benfiquista pouco pôde fazer quando Xavi Barroso desferiu um remate fortíssimo e o esférico se alojou no ângulo superior da baliza.

Com o empate no marcador, Jordi Bargalló viu o cartão azul num momento delicado para os oliveirenses. Apesar de Ordoñez ter desperdiçado o livre direto, a jogar com vantagem numérica as ‘águias’, acabariam por voltar para a frente do resultado, num remate de Albert Casanovas.

Pouco depois foi a vez de a Oliveirense beneficiar de um livre direto, a castigar 10.ª falta benfiquista, mas Marc Torra atrapalhou-se e nem conseguiu rematar. Do outro lado, e na marcação de uma bola parada pelo mesmo motivo, Ordoñes teve nova oportunidade, mas Puigbi travou por três vezes o argentino.

A três minutos do fim, Marc Torra teve nova oportunidade através de bola parada, a castigar 15.ª falta, mas Pedro Henriques negou o golo do empate e segurou a vantagem de um golo que o Benfica leva para a segunda mão.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.