Descansados no campeonato nacional da primeira divisão de hóquei em patins, a liderar com 14 pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Juventude de Viana, o FC Porto concentra forças para as espalhar pela Europa fora.

Depois de terem falhado o acesso directo à “final six” da Liga Europeia, ao perder com o Valdagno  e assim terminar a fase de grupos em segundo, o FC Porto disputa um “Play-off” também com uma equipa italiana, o Follonica, para conseguir uma vaga no trilho europeu.

“Estamos numa fase tranquila da época, temos uma grande vantagem no campeonato nacional e faltam poucos jogos para a revalidação do título. Estamos bastante focados nesta partida, porque sabemos que a conquista do campeonato nacional será uma questão de tempo”, afirmou o capitão da formação azul e branca, Filipe Santos, em superflash, no Dragão Caixa.

Os octacampeões nacionais gostariam de ir mais longe. Trazer ao troféu europeu para o Dragão Caixa. Reconhecem o seu potencial mas preferem pensar jogo a jogo.

“Gostávamos muito de trazer a taça para o Porto, mas primeiro temos de nos apurar para a “final six”. Caso isso aconteça, será muito difícil conquistar a taça, porque estarão presentes as seis melhores equipas europeias. Já perdemos alguns campeonatos europeus por detalhes, mas vamos lutar sempre para esse objectivo”, disse o capitão

Acima de tudo, Filipe Santos sabe do que o FC Porto é capaz e reconhece qualidades e fraquezas na equipa adversária: “O Follonica é uma equipa com bons jogadores, como o Mariano Velásquez, mas que não tem um conjunto tão forte quanto o Valdagno. Temos é de pensar que a eliminatória não se resolve num só jogo e que poderemos eventualmente decidir a passagem em casa”.

FC Porto desloca-se este sábado para defrontar os italianos do Follinica, às 20 horas (hora lisboa),em encontro da primeira mão do “Play-off” de acesso à “final six” da Liga Europeia. A segunda volta disputar-se-á dia 17 de Abril no Dragão Caixa, no Porto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.