O norte-americano Gary Woodland, que procura o primeiro ‘major’ da carreira, segurou no sábado a liderança do 119.º US Open de golfe, após a terceira volta, que acabou apenas uma pancada à frente do inglês Justin Rose.

Woodland, que liderava depois da segunda volta com duas à maior sobre o vencedor da edição de 2013, marcou sábado 69 pancadas, duas abaixo do par, ao entregar um cartão com três ‘birdies’ (uma pancada abaixo do par) e apenas um ‘bogey’ (uma acima), depois de salvar vários ‘pares’ com ‘shots’ enormes.

O jogador de 35 anos, que na segunda volta tinha feito 65 pancadas, igualando os feitos em Pebble Beach de Rose, na primeira volta, e do compatriota Tiger Woods, em 2000, tem como melhor registo em ‘majors’ o sexto lugar no PGA Championship de 2018.

Por seu lado, Justin Rose não conseguiu recuperar a liderança, mas recuperou uma pancada e está na corrida a um segundo ‘major’, depois de uma terceira volta com 68 pancadas, três abaixo do par, após cinco ‘birdies’ e dois ‘bogeys’.

Rose, de 38 anos, acabou o terceiro dia da melhor maneira, com um ‘birdie’, que lhe permitiu ficar a apenas uma pancada da liderança de Woodland.

No terceiro lugar, seguem três jogadores, com as mesmas 206 pancadas, sete abaixo do par, o norte-americano Brooks Koepka e Chez Reavie e o sul-africano Louis Oosthuizen, enquanto o norte-irlandês Rory McIlroy está isolado em sexto, com 207.

Koepka, o número 1 mundial, de 29 anos, somou 68 pancadas, três abaixo do par, ao marcar três ‘birdies’ e nenhum ‘bogey.

O norte-americano, vencedor das duas últimas edições e de um total de quatro ‘majors’ (desde 2017), procura tornar-se o primeiro golfista a vencer a prova por três vezes seguidas desde o escocês Willie Anderson, de 1903 a 1905.

Por seu lado, Reavie também somou 68 pancadas, com quatro ‘birdies’ e um ‘bogey’, enquanto Oosthuizen, que tinha acabado a segunda volta isolado em terceiro, fez 70, uma abaixo do par, com quatro ‘birdies’ e três ‘bogeys’.

Quanto a Rory, também somou 70 pancadas, com três ‘birdies’ e dois ‘bogeys’, pelo que ainda pode acreditar na conquista de um quinto ‘major’, e primeiro desde 2014.

O norte-americano Tiger Woods, de 43 anos, subiu do 32.º para o 27.º lugar, ao marcar o par do campo, com cinco ‘birdies’ e cinco ‘bogeys, para um total de 213 pancadas, estando afastado de repetir a vitória de 2000 em Pebble Beach.

Tiger não somará assim um 16.º ‘major’, depois de cinco triunfos no Masters, o último já este ano, três no US Open, três no The Open e quatro no PGA Championship.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.