O norte-americano Gary Woodland, que não conta qualquer ‘major’ no seu currículo, assumiu sexta-feira a liderança do US Open de golfe, após a segunda volta, duas pancadas à frente do inglês Justin Rose, comandante depois do primeiro dia.

Woodland, de 35 anos, fez uma segunda volta com seis ‘birdies’ (uma pancada abaixo do par) e sem qualquer ‘bogey’ (uma acima), num ‘65’ que igualou, em Pebble Beach, o feito da véspera de Rose e o conseguido pelo norte-americano Tiger Woods em 2000.

O jogador da ‘casa’, que tem como melhor registo num ‘major’ o sexto lugar do PGA Championship de 2018, segue com um total de 133 pancadas, nove abaixo do par, contra 135 de Justin Rose, que fez hoje 70, ao marcar três ‘birdies’ e dois ‘bogeys’.

Rose, de 38 anos, já venceu um dos principais quatro torneios do circuito, precisamente o US Open, em 2013.

No último lugar do pódio, com 136 pancadas, seis abaixo do par, segue o sul-africano Louis Oosthuizen, que, a exemplo de Rose, somou sexta-feira 70 pancadas, ao entregar um cartão com sete ‘birdies’ e seis ‘bogeys’. Só fez o par em cinco buracos.

A seguir, empatados no quarto lugar, com 137 pancadas, cinco abaixo do par, estão o norte-americano Aaron Wise, que se ficou pelo par (71 pancadas) na segunda volta, e o norte-irlandês Rory McIlroy, que somou 69, mais uma do que no primeiro dia.

Rory, que fez cinco ‘birdies’ e ‘estragou’ um pouco o seu jogo nos buracos 13 e 14, com um ‘bogey’ seguido de um ‘duplo bogey’, ao marcar sete pancadas num par-5, procura o quinto ‘major’ da carreira e primeiro desde 2014.

No sexto posto, com 138 pancadas, segue um quinteto, que inclui o norte-americano Brooks Koepka, de 29 anos, que igualou as 69 pancadas da véspera, com três ‘birdies’ e um ‘bogey’.

Koepka, vencedor das duas últimas edições e de um total de quatro ‘majors’ (desde 2017), procura tornar-se o primeiro golfista a vencer a prova por três vezes seguidas desde o escocês Willie Anderson, de 1903 a 1905.

O número 1 mundial tem a companhia dos seus compatriotas Chez Reavie (70 no segundo dia), Chesson Hadley (70) e Matt Kuchar (69) e do inglês Matt Wallace (68).

Por seu lado, o norte-americano Tiger Woods, de 43 anos, está um pouco mais abaixo na tabela, no 32.º lugar, com 142 pancadas (par do campo), numa prova que já venceu por três ocasiões, uma precisamente em Pebble Beach, em 2000.

Tiger afastou-se do seu 16.º ‘major’, depois de cinco triunfos no Masters, o último já este ano, três no US Open, três no The Open e quatro no PGA Championship, ao somar 72 pancadas no segundo dia, com um ‘birdie’ e dois ‘bogeys’.

Ainda assim, passou o ‘cut’, juntamente com mais 78 golfistas, o que conseguiram 144 pancadas (duas acima do par) ou melhor, pelo que segue para as duas últimas voltas da 119.ª edição do US Open.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.