O golfista norte-americano Tiger Woods é um dos quatro suplentes da seleção norte-americana para a Ryder Cup, hoje anunciada, beneficiando do segundo lugar alcançado no domingo no PGA Championship, quarto e último ‘major’ da temporada.

O capitão da seleção norte-americana, Jim Furyk, incluiu Woods, vencedor de 14 torneios do ‘Grand Slam’, entre os quatro suplentes, que estão na linha da frente para serem incluídos na equipa final, divulgada em setembro, em conjunto com Bryson Dechambeau, Phil Mickelson e Xander Schauffele.

Woods, já selecionado como vice-capitão, mas sem poder jogar, ficou com a possibilidade de disputar a prova como jogador, graças à subida de 25 lugares no ‘ranking’ mundial, para o atual 26.º posto, oito meses após regressar à competição, da qual esteve afastado devido a uma operação à coluna.

Na seleção norte-americana, aos já qualificados Dustin Johnson, número um mundial, Patrick Reed, Justin Thomas e Brooks Koepka, vencedor do PGA Championship, juntaram-se Jordan Spieth, Bubba Watson, Webb Simpson e Rickie Fowler.

A seleção europeia é composta pelo italiano Francesco Molinari, os britânicos Justin Rose, Tyrrell Hatton, Tommy Fleetwood e Ian Poulter, o norte-irlandês Rory McIlroy, o espanhol John Rahm e o sueco Alex Noren.

Entre os suplentes da equipa europeia, que procura reconquistar o título alcançado pelos norte-americanos em 2016, estão o britânico Paul Casey, o dinamarquês Thorbjorn Olesen, o escocês Russel Knox e o espanhol Rafa Cabrera-Bello.

A edição de 2018 da Ryder Cup vai ser disputada entre 28 e 30 de setembro, no Le Golf National, em Guyancourt, nos arredores de Paris.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.