O Sporting venceu esta tarde o Benfica na final da Taça de Portugal de futsal, em Gondomar. Depois de um empate a cinco golos no tempo regulamentar, os 'leões' venceram nos penáltis por 3-2. No final do jogo, o treinador do Benfica mostrou-se desiludido com o resultado.

O jogo

"Fizemos tudo para ganhar. Estou profundamente orgulhoso e rendido ao empenho e superação da nossa equipa. Fizemos tudo, repito, tudo.

Antes das grandes penalidades, a equipa que perdesse iria dizer o que vou dizer: foi ingrato. Até aquela altura ambas fizeram tudo para vencer. Num pavilhão absolutamente fantástico, onde o respeito imperou e se viveu um espetáculo com duas das melhores equipas do mundo.

O equilíbrio foi tal que estivemos a vencer, a perder, a vencer e acabou empatado. Nas grandes penalidades, tudo tentámos para inverter o resultado da final do ano passado, antecipámos todo o tipo de trabalho e não conseguimos. E depois parece que quem ganha é altamente competente, que é, e quem não ganha é altamente incompetente, que não é."

Desilusão

"Estou triste por levar na mão a prata e apenas o ouro no orgulho. Sou um privilegiado por hoje ter feito parte deste jogo e fazer parte de uma equipa que superou inúmeras adversidades e infelicidade. A nossa audácia durante os 40 minutos não nos permitiu ter a sorte de ganhar.

O terceiro e quarto golos do Sporting não são treináveis. Não quero tirar o mérito ao Sporting pelo que fez antes e depois, mas temos um remate do Fits na barra que depois subiu [a 52 segundos do fim]. Hoje, quem ganhou e quem perdeu é de topo. E vai continuar a ser. Vamos continuar a ser".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.