O Benfica sagrou-se, este domingo, campeão nacional de futsal, após o triunfo sobre o Sporting por 4-3, no quinto e derradeiro jogo do play-off. A equipa 'encarnada' conquistou, assim, um título que lhe fugia há três anos. Já os 'leões', que já haviam vencido a Liga dos Campeões, a Taça de Portugal e a Supertaça, falharam a conquista do tetra.

Uma final habitual

No final de maio ficaram conhecidos os clubes que disputariam o play-off da final do campeonato de futsal. O Sporting qualificou-se ao golear em casa o Modicus, por 7-0, no terceiro jogo das meias-finais, depois de um triunfo para cada lado nos anteriores.

Já o Benfica afastou o Fundão, com 7-3 no terceiro e decisivo encontro das meias-finais (disputada à melhor de três), depois de vencer o primeiro encontro fora, por 7-1, e perder a segunda partida, por 5-3.

O primeiro encontro da final arrancou a 31 de maio com o Sporting a vencer o Benfica, por 5-4, após prolongamento, depois do 3-3 registado no final dos 40 minutos. Menos de uma semana depois, o Benfica venceu o Sporting no Pavilhão João Rocha (6-3) e empatou a contenda no segundo jogo.

Estava tudo em aberto para o terceiro encontro da final, à melhor de cinco. Três dias depois, o Benfica superou o Sporting por 4-3 no Pavilhão da Luz e seguia assim em vantagem. Bastava assim aos 'encarnados' vencer o jogo que seguia e estava carimbada a reconquista do campeonato, mas tal não aconteceu.

No Pavilhão João Rocha, em Alvalade, o Sporting venceu o Benfica por 5-3, após prolongamento, e empatou a final do 'play-off' a 2-2, obrigando ao quinto e decisivo jogo.

As duas equipas tinham assim encontro marcado no Pavilhão da Luz, em Benfica, para a jogar 'a negra'. E assim foi. De um lado pedia-se a reconquista, enquanto no outro ansiava-se pelo tetracampeonato.

Numa primeira parte eletrizante, as 'águias' adiantaram-se no marcador aos 8 minutos, com dois golos de rajada de Raul Campos. O Sporting acabaria por reduzir apenas um minuto depois, através de Cardinal. Aos 13' Léo empatou a partida, na marcação de um livre direto, em posição frontal.

Bruno Coelho aproveitou uma defesa incompleta de Guitta aos 14' para fazer golo, e Raul Campos chegou ao 4-2 num lance com alguma sorte para a equipa da casa. Ainda antes do intervalo, Léo marcou um livre e, na recarga, Rocha desviou de calcanhar para o terceiro dos 'leões'.

A segunda parte trouxe menos intensidade no jogo, o que ficou provado pela falta de alterações no marcador. Estava aplicada a reconquista 'encarnada'.

Jogar contra a estatística

Em 15 edições da final do campeonato de futsal disputadas através de um play-off, esta foi a 11º vez que Benfica e Sporting se enfrentaram pelo troféu. Belenenses (2007/2008 e 2008/2009), Fundão (2013/2014) e Braga (2016/2017) foram os únicos clubes capazes de 'furar' as finais entre 'encarnados' e 'leões'.

Na soma dos dez jogos em que as duas equipas se enfrentaram, o Sporting registava uma vantagem com seis vitórias contra quatro vitórias do eterno rival da Luz.

Por outro lado, o Sporting precisava de repetir a época de 2010/2011, em que venceu o Benfica na final depois de ter terminado atrás das 'águias' na fase regular do campeonato. Já os vermelhos e brancos precisavam de fazer valer o favoritismo do vencedor da fase regular, que habitualmente consegue arrecadar o troféu.

Uma luta a dois

Mais uma vez ficou bem presente a hegemonia de 'águias' e 'leões' no futsal nacional. Em 29 épocas do campeonato nacional de futsal, embora com algumas alterações ao longo dos anos, é preciso recuar ao ano de 2002 para encontrar um campeão... que não seja Benfica ou Sporting. Ao todo, apenas seis dos 29 campeonatos não foram conquistados por uma destas duas equipas.

Nos últimos cinco anos, o Sporting venceu três dos campeonato nacionais de futsal, enquanto o Benfica levantou a Taça em dois deles. Há várias temporadas que os dois clubes lisboetas têm cimentado o monopólio desta modalidades, arrecadando quase sempre o primeiro e segundo lugares da tabela.

Infografia/Futsal: A hegemonia de Benfica e Sporting nos últimos anos
Infografia/Futsal: A hegemonia de Benfica e Sporting nos últimos anos créditos: SAPO Desporto

A última vez que o segundo lugar da classificação foi ocupado por outro clube foi na temporada 2014/2015, quando o Sporting de Braga 'roubou' a 'medalha de prata' ao Sporting.

Analisando as tabelas classificativas dos últimos cinco anos é fácil notar o monopólio de Benfica e Sporting, que acabam sempre com um considerável avanço pontual sobre as restantes equipas.

Esta temporada, o Benfica venceu o campeonato com 75 pontos, mas dois que o Sporting. Já o terceiro lugar foi arrecadado pelo Modicus com 48 pontos, menos 25 pontos que os 'leões', naquela que foi a época com uma das maiores diferenças pontuais entre o segundo e o terceiro classificados.

Na época passada a história foi a mesma. O Sporting conquistou a competição ao terminar com 76 pontos, mais seis que o Benfica. Nesse ano, o terceiro lugar pertenceu ao Sporting de Braga com 50 pontos, menos 20 que os 'encarnados'.

Em 2016/2017, o clube de Alvalade somou 72 pontos, enquanto o Benfica terminou com 65 pontos, mais onze que o Braga. Na temporada anterior, os 'leões' conseguiram 73 pontos, os 'encarnados' 65 pontos e o Burinhosa fechou o pódio com 48 pontos.

A temporada 2014/2015 foi a mais equilibrada em termos pontuais. O Benfica conquistou o campeonato com 72 pontos, enquanto o Sporting de Braga conseguiu o segundo lugar com 65 pontos. Já o Sporting terminou em terceiro lugar com 62 pontos somados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.