Portugal apresenta-se no primeiro Campeonato da Europa de futsal sub-19, na Letónia, com a convicção de estar entre o lote de candidatos ao título e a ambição de conseguir um ‘final feliz’, segundo o selecionador José Luís Mendes.

“Gostávamos muito de ser felizes no final da competição, mas isso só faz sentido se conseguirmos passar a fase de grupos”, declarou o técnico português, sublinhando: “Portugal poderá estar no lote de candidatos que se possam assumir à vitória final. Qualquer jogo que disputemos será para vencer. Portugal tem, a nível da Europa, das melhores seleções.”

Em declarações à agência Lusa, o treinador adjunto de Jorge Braz na seleção principal e responsável pelos escalões de sub-21 e sub-19 elencou as congéneres da Rússia e da Espanha como as outras favoritas na competição.

“A Rússia é uma seleção fortíssima. Jogámos com eles por duas vezes em Ponte de Sor [em janeiro]: no primeiro jogo perdemos 1-0 e no segundo ganhámos 4-0, embora esse resultado tenha sido construído na parte final do jogo. Com a Espanha temos sempre jogos equilibrados, em que o resultado pode cair para qualquer um dos lados. Entre Portugal, Rússia ou Espanha, um deles será o primeiro campeão da Europa de futsal sub-19”, observou.

Contudo, para chegar ao título de campeã europeia a seleção portuguesa terá primeiro de ultrapassar o grupo A, no qual está integrada com as equipas da Rússia, da Polónia e da anfitriã Letónia. Já o grupo B alberga Espanha, Croácia, Ucrânia e Holanda. José Luís Mendes garantiu que “o foco e as energias” estão concentrados em superar a primeira etapa.

“Em termos de grupo, as seleções mais fortes serão Portugal e Rússia, mas isso só se pode confirmar se trabalharmos bem nos jogos e fizermos prevalecer na prática aquilo que é a teoria. Penso que são as duas seleções do grupo mais preparadas e com mais potencial para seguir em frente”, explicou, acrescentando: “Queremos muito passar esta fase de grupos. Depois, tudo o que vier será extremamente positivo”.

O selecionador trabalha desde 26 de agosto com os 14 jogadores eleitos para a fase final, numa lista dominada pelo Sporting, com cinco jogadores. Na caminhada para a estreia diante da Letónia, Portugal saiu derrotado (5-3 e 4-1) dos dois encontros particulares disputados com Espanha, em 30 e 31 de agosto, mas o técnico nacional preferiu valorizar a evolução da equipa.

“Ninguém gosta de perder. O que nos interessa é o processo e eu penso que evoluímos de jogo para jogo. A nossa qualidade foi melhorando e isso leva-nos a concluir que aquilo que programamos está a surtir efeito. Sabíamos que do ponto de vista físico não iríamos estar tão bem preparados como vamos estar quando iniciarmos o Campeonato da Europa”, salientou.

A equipa das 'quinas' apurou-se para o Europeu após conseguir três vitórias nos três jogos do mini-torneio de apuramento, vencendo Moldova (10-1), Sérvia (3-1) e Bósnia-Herzegovina (3-1). Antes dessa qualificação, Portugal tinha vencido nove dos 10 jogos de preparação, sendo apenas derrotado pela Espanha (4-3), em março deste ano.

Quanto à fase final, a disputar na Arena Riga, Portugal estreia-se em 08 de setembro diante da Letónia (18:00), seguindo-se a Polónia no dia 09 (18:00) e, finalmente, a Rússia em 11 de setembro (10:30). As meias-finais do torneio estão marcadas para 12 de setembro e a final do Europeu joga-se no dia 14.

Lista de convocados para o Campeonato da Europa de futsal sub-19:

- Guarda-redes: Bernardo Paçó (Sporting) e Martim Figueira (Benfica).

- Alas: Nuno Chuva (Leões de Porto Salvo), Dani (CS São João Urgicentro Sanfil), Gustavo Rodrigues (SC Braga/AAUM), Sévio Marcelo (Sporting), Chico (Leões de Porto Salvo) e Ricardo Lopes (SC Braga/AAUM).

- Fixos: Rui Moreira (Benfica), Ricardo Pinto (Sporting) e Tomás Paçó (Sporting).

- Fixos/alas: Célio Coque (Benfica).

- Alas/Pivôs: Neves (Sporting) e Tomás Reis (SC Braga/AAUM).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.