Portugal perdeu a final do primeiro Europeu de Futsal Feminino ao ser batida pela Espanha por 4-0, em Gondomar. As lusas criaram inúmeras oportunidade de golo mas acabaram por falhar, ao contrário da formação espanhola, muito eficaz. É um título histórico para o país vizinho que assim vence o primeiro europeu de futsal feminino.

Apoiado por um público fantástico que encheu o Pavilhão Multiusos de Gondomar, a seleção de Portugal entrava com a missão de fazer história e sagrar-se a vencedora do primeiro europeu de futsal feminino. As lusas também podiam repetir o feito dos homens que, em 2018 bateram também a Espanha para se sagrarem campeões europeus pela primeira vez. Nas bancadas estavam o Primeiro-Ministro António Costa mas também Ricardinho e alguns dos jogadores que se sagrara campeões europeus de futsal no ano passado.

O fator casa era importante mas Portugal tinha de lutar conta a estatística: é que os anteriores 26 encontros entre estas duas seleções, disputados entre 1997 e 2019, a Espanha contava com 14 triunfos contra cinco de Portugal.

Num jogo de nervos, a formação espanhola acabou por fazer a diferença na finalização ao ser mais eficaz nos momentos decisivos. Portugal dominava mas era a Espanha quem marcava.

Aos dois minutos, Carla Vanessa atirou à trave mas, na resposta, a eficácia de Mayte fez a diferença e deu vantagem às espanholas. Aos seis Anita aproveitou um erro defensivo de Portugal para fazer o 2-0.

Com o passar dos minutos, os nervos foram apoderando-se das jogadoras portuguesas, que falhavam sempre no último passe. Quem não falhava era a seleção do país vizinho que fez o 3-0 aos 10 minutos Amelia Romero, na marcação de um livre direto onde a guardiã Ana Catarina foi mal batida.

Até ao intervalo, Portugal foi criando algumas oportunidades mas falhava na hora de meter a bola dentro da baliza. Quando conseguia enquadrar o remate, era a guarda-redes espanhola Silvia Aguete a fazer a diferença, com várias defesas de grande qualidade.

O segundo tempo não foi diferente do primeiro: Portugal instalado no meio-campo contrário, a ter mais bola, a conseguir até situações de três contra um mas a falhar sempre no último passe ou a não conseguir bater a guarda-redes Sílvia Aguete. As espanholas estavam nas suas 'sete quintas', bem organizadas atrás, a sair sempre com critério, jogando sempre com o resultado e com o nervo das lusas.

Nos derradeiros minutos o selecionador luso tentou o golo de que pudesse resgatar a equipa, ao apostar no cinco para quatro, com guarda-redes avançado mas viria a ser a Espanha a marcar: a quatro minutos para o final, Vanessa Sotelo aproveitou uam perda de bola de Fifó e fez o 4-0. Ouviam-se alguns 'olés' nas bancadas dos adeptos espanhóis, abafados com assobios dos portugueses.

O jogo acabou com Portugal com os nervos 'à flor da pele', a provocar algumas 'escaramuças' com as espanholas. O resultado de 4-0 não ajudava em nada, num jogo onde Portugal só se pode queixar de si próprio: falhou demasiadas oportunidades, perante uma equipa mais madura, que assim vence o primeiro europeu de futsal feminino.

Ficha de jogo

Cinco da Espanha: Silvia Aguete, Isa Garcia, Ampi, Peque e Vanessa Sotelo.

Suplentes - Marta Navas, Noelia Susarte, Lucia González, Berta Velasco, Mayte, Amelia Romero, Irene Samper, Anita e Consuelo Campoy.

Treinadora: Claudia Pons

Cinco de Portugal: Ana Catarina, Inês Fernandes, Carla Vanessa, Ana Azevedo e Pisko.

Suplentes: Naty, Taninha, Fifó, Cátia Morgado, Janice Silva, Sara Ferreira, Lídia Moreira, Rute Duarte, Jenny.

Treinador: Luís Conceição

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.