O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recebeu e distinguiu esta terça-feira a seleção portuguesa de futebol de praia, que se sagrou campeã mundial no domingo, ao vencer a congénere italiana na final da competição, disputada no Paraguai.

Toda a equipa técnica portuguesa foi agraciada com o título de Grande-Oficial da Ordem do Mérito, aos jogadores campeões do mundo foi atribuído o título de Comendadores da Ordem do Mérito, e Madjer, capitão da ‘equipa das quinas’, foi nomeado Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.

O Presidente da República elogiou o desempenho dos jogadores portugueses na Mundial do Paraguai e qualificou de “esmagadora” a vitória na competição, que deu o terceiro título mundial a Portugal.

“Aqui estão, novamente e sucessivamente, vencedores, depois de uma vitória esmagadora, que é resultado de trabalho, dedicação e competência”, sublinhou Marcelo Rebelo de Sousa, adiantando que a conquista “é importante para os portugueses” e os enche de autoestima.

Sobre o trabalho da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), o Presidente da República considerou “um grande êxito” as conquistas que têm surgido nos últimos anos e elogiou o trabalho de Fernando Gomes, presidente do organismo federativo.

“Estes resultados são prova do grande êxito da federação e da sua liderança, são resultado de trabalho e visão a longo prazo”, assinalou.

Fernando Gomes destacou a conquista do futebol de praia, lembrou as do futebol e do futsal e desejou que se repitam as idas a Belém.

“Não é a primeira vez que vimos ao Palácio de Belém receber distinções pelos feitos das equipas portuguesas e espero que não seja a última. É com grande prazer que estamos novamente aqui”, disse o presidente da FPF.

Madjer, capitão da equipa portuguesa e que disputou no Paraguai o último Mundial, agradeceu a lembrança do Presidente da República em condecorar a equipa que liderou e lembrou que os resultados conseguidos nos últimos anos são fruto de “muito trabalho”.

“É com muito orgulho que estamos aqui e ficamos muito honrados pelo convite. Somos portugueses com muito orgulho e usamos a camisola com muita paixão. Isso vê-se nos resultados que temos conseguido”, disse o jogador português.

No domingo, a seleção nacional arrecadou o terceiro título mundial da modalidade, ao vencer por 6-4 a Itália, na final da prova que decorreu em Assunção, no Paraguai, conquistando um troféu que também tinha levantado em 2001 e 2015.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.