Campeão europeu e mundial de clubes de futebol de praia em título, o Sporting de Braga revalidou este domingo a conquista do Mundialito, ao triunfar por 8-3 na Rússia, na final, frente ao Spartak Moscovo.

Tricampeão nacional de futebol de praia, o conjunto minhoto começou por ganhar vantagem nesta final cedo no encontro. A estrela da companhia, considerado o melhor jogador do mundo, Jordan Santos, abriu o marcador logo no primeiro minuto. Rafael Padilha elevou para 2-0 aos sete minutos e, ainda no primeiro período, Bruno Xavier elevou para 3-0.

O Braga chegou ao 4-0 no segundo período, com Bê Martins a marcar com um bonito chapéu. A turma russa reagiu, depois, e reduziu para 4-1, resultado com o qual se chegou ao final do segundo período.

Logo a abrir o último período, André Lourenço fez o quinto do conjunto minhoto, Zemskov voltou a reduzir para os moscovitas, mas Bê Martins bisou na partida e repôs a vantagem minhota em quatro golos. Ainda houve tempo para mais um golo para cada lado, mas já não havia como tirar ao Braga mais um troféu no futebol de praia.

Os 'arsenalistas' revalidam, assim, o título que haviam conquistado há menos de um ano, também na Rússia, quando bateram então na final os italianos do Catânia por 7-6.

Esta foi a sétima edição da prova, disputada pela primeira vez em 2011, ano em que o Vasco da Gama levou a melhor sobre o Sporting na final. O Braga iguala desta forma os dois títulos do Lokomotiv de Moscovo, as duas únicas equipas a terem conseguido erguer o troféu por duas vezes. Barcelona e Corinthians foram as outras equipas que já conquistaram a prova.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.