A UAE-Emirates retirou o ciclista colombiano Juan Sebastián Molano da equipa da Volta a Itália, a decorrer até 02 de junho, por ter apresentado “valores anómalos” num controlo interno da equipa.

Em comunicado, a formação dos Emirados Árabes Unidos está a investigar os resultados clínicos do velocista, que se vai submeter a mais exames nos próximos dias, em colaboração com especialistas da União Ciclista Internacional (UCI).

Molano, de 24 anos, foi um dos lançadores do compatriota Fernando Gaviria, que acabou por vencer o ‘sprint’ da terceira etapa, na qual o italiano Elia Viviani (Deceuninck-Quick Step) viu a vitória retirada por uma irregularidade, mas hoje já não partiu para a quarta etapa, que liga Orbetello a Frascati.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.