O ciclista português Rui Costa (UAE Emirates) terminou hoje a Volta à Romandia em segundo lugar, atrás do esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma), que repetiu o triunfo de 2018 na prova suíça.

Depois de ganhar a Volta aos Emirados Árabes Unidos e a Tirreno-Adriático, Roglic somou o terceiro triunfo no WorldTour este ano, vencendo duas das quatro etapas em linha e dominando o contrarrelógio de hoje, em Genebra, antes de se apresentar na Volta a Itália com o estatuto de favorito.

Roglic, de 29 anos, terminou a prova com 49 sgeundos de avanço sobre Rui Costa, enquanto o britânico Geraint Thomas (Ineos), vencedor da Volta a França do ano passado, ficou no terceiro lugar, a 1.12 minutos.

O esloveno completou os 16,8 quilómetros do 'crono' em 19.58 minutos, a uma média de 50,6 km/hora e com menos 13 segundos do que o detentor do recorde da hora, o belga Victor Campenaerts (Lotto-Saudal), que foi segundo classificado. Rui Costa foi o sétimo, a 37 segundos.

“A última parte era muito rápida, foi fundamental gerir energias de modo a manter força necessárias para os últimos seis quilómetros em ligeira descida. Ficar em sétimo no contrarrelógio e em segundo na geral é bom para o moral. Bater Roglic era praticamente impossível, por isso o segundo lugar tem mais valor. Agora vou continuar a trabalhar e tentar fazer o melhor na Volta à Suíça", afirmou Rui Costa.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.