O português Luís Costa foi sábado quinto classificado na corrida de fundo da classe H5 da Taça do Mundo de paraciclismo, cuja primeira ronda termina este domingo em Corridonia, Itália.

O atleta conseguiu o melhor resultado da seleção lusa até ao momento, depois dos primeiros dias dedicados ao contrarrelógio, ao cumprir os 54,6 quilómetros da prova com 11 segundos a mais em relação ao tempo do vencedor, o holandês Tim de Vries.

Na prova pontuável para os Jogos Paralímpicos de Tóquio2020, na qual a qualificação é feita através da federação, o selecionador José Marques considerou que Portugal esteve “na discussão da corrida”, com Luís Costa, que “andou sempre na frente” e “procurou economizar as forças para o ‘sprint’”.

Por seu lado, Flávio Pacheco foi 14.º classificado em fundo, na classe H4, fechando a mais de 11 minutos do vencedor, o holandês Jetze Plat.

Este domingo, a ronda inaugural da Taça do Mundo fecha com três portugueses em prova, mas apenas um em representação da seleção: Telmo Pinão compete em C2, enquanto Bernardo Vieira, em C1, e João Monteiro, em C4, vão participar a título individual.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.