Problemas mecânicos, primeiro, e uma queda, depois, limitaram hoje fortemente a prestação do ciclista esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma), principal favorito da Volta a Itália, que perdeu 40 segundos na 15.ª etapa, ganha pró Dario Cataldo.

Os 232 quilómetros entre Ivrea e Como permitiram ao equatoriano Richard Carapaz (Movistar) consolidar a liderança, agora com 47 segundos sobre o azarado esloveno e 1.47 sobre o italiano Vincenzo Nibali (Barhain-Merida).

Esse foi o resultado da luta entre favoritos nas subidas do dia, que se desenrolou à margem do 'duelo' a dois pelo primeiro lugar na etapa, entre os que tinham escapado ao pelotão.

O italiano Dario Cataldo (Astana) superou ao ‘sprint’ o compatriota e companheiro de fuga Mattia Cattaneo (Androni Giocattoli-Sidermec), gastando 5:48.15 horas, menos 11 segundos do que o britânico Simon Yates (Mitchelton-Scott), terceiro na etapa.

Os fugitivos abordaram na frente o primeiro grande 'problema' do dia, a Maddona del Ghisallo, e continuaram em destaque na Colma di Sormano e em Civiglio.

Sem colegas de equipa a seu lado, Roglic teve problemas com a bicicleta na subida de Colma di Sormano e teve de esperar pela máquina de Antwan Tolhoek. Não voltou a colar-se a Carapaz ou Nibali e a sua situação agravou-se um pouco, com uma queda nas margens do Lago Como, já a quatro quilómetros do fim.

Perde 40 segundos para Carapaz e Nibali e tem agora um dia de descanso para recuperar, na segunda-feira, e tentar que na terça, a 16.ª etapa, considerada a 'rainha' pela dureza da montanha, não lhe seja desfavorável.

O favoritismo inicial de Roglic, muito assente na excelência do contrarrelógio, tem-se diluído e agora é muito claro que tanto Carapaz como Nibali têm reais hipóteses, se estiverem bem terça-feira.

Em quarto da geral, o polaco Rafal Majka (Bora-Hansgrohe), está a 2.35 e em quinto aparece o segundo da Movistar, Mikel Landa, a 3.15.

O português Amaro Antunes continuou a sua 'travessia' dos Alpes integrado nos grupos mais atrasados. Foi hoje 85.º, a 31.45, e na geral ocupa o 58.º posto, a 1:21.55.

Na segunda-feira, os ciclistas vão ter o segundo dia de descanso, antes de disputarem na terça-feira a 16.ª etapa, entre Lovere e Ponte di Legno (226 quilómetros).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.