O italiano Damiano Cima (Nippo Vini Fantini Faizanè) venceu hoje a 18.ª etapa da Volta a Itália em bicicleta, fazendo vingar a fuga numa das últimas oportunidades dos 'sprinters'.

Cima, de 25 anos, conseguiu fazer vingar uma fuga mesmo em cima da meta, perante a rápida aproximação do pelotão, terminando os 222 quilómetros entre Valdaora/Olang e Santa Maria di Sala em 4:56.04 horas, seguido do alemão Pascal Ackermann (BORA-hansgrohe), segundo classificado, e do italiano Simone Consonni (UAE Emirates), terceiro.

“Não consigo acreditar no que acabou de acontecer”, resumiu o vencedor, no final da tirada, destacando que passou “tantos quilómetros em fugas nesta edição” ao longo dos dias antes da vitória, considerando que este é “o sonho de uma vida inteira”.

Esta foi a maior vitória da carreira de Cima e a primeira da Nippo Vini Fantini Faizanè, do segundo escalão do ciclismo mundial, no ‘Giro’.

Num dia que não produziu alterações nos primeiros 20 lugares da geral, as atenções estavam voltadas para a luta pela classificação dos pontos, pelo que o ‘sprint’ final era de maior importância para o ‘maglia ciclamino’, o francês Arnaud Démare (Groupama-FDJ).

No final, e à medida que os velocistas passavam rapidamente pelos companheiros de fuga, o italiano encontrou forças suficientes para acabar em primeiro, deixando Ackermann, segundo classificado, a bater no guiador em frustração.

Para Démare, que não fez melhor do que oitavo lugar, o final foi ‘desastroso': não só disputou não a etapa como ainda perdeu a liderança dos pontos, passada para Ackermann.

Com a montanha a marcar os últimos dias antes do contrarrelógio de domingo, o alemão, que venceu a mesma classificação na Volta ao Algarve, é o virtual vencedor da ‘maglia ciclamino’.

Na classificação geral, não houve alterações nos primeiros postos e o equatoriano Richard Carapaz (Movistar) continua na liderança, com 1.54 minutos de vantagem sobre o italiano Vincenzo Nibali (Bahrain Merida), segundo, e 2.16 para o terceiro, o esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma).

O único português em prova na ‘corsa rosa’, Amaro Antunes (CCC), foi hoje 72.º, com o mesmo tempo do vencedor, e subiu dois postos na geral, para o 57.º lugar.

Na sexta-feira, 151 quilómetros ligam Treviso a San Martino di Castrozza, numa etapa com chegada em alto, que vai voltar a testar os candidatos à vitória final.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.