O francês Rémi Cavagna (Deceunink-Quick Step) venceu na terça-feira a terceira etapa da Volta à Califórnia em bicicleta, chegando isolado a Morgan Hill, onde o norte-americano Tejay Van Garderen (Education First) segurou a liderança

Um dia depois do dinamarquês Kasper Asgreen, Cavagna deu a segunda vitória na prova à sua equipa, graças uma longa fuga, que lhe permitiu concluir os 208 quilómetros da etapa em 5:44.22 minutos, com um avanço de 7.11 minutos em relação ao norte-americano Ben King (Dimension Data) e ao alemão Simon Geschke (CCC), segundo e terceiro, respetivamente.

O principal pelotão, incluindo os favoritos e também o português João Almeida (Hagens Berman Axeon) - 48.º -, cruzou a linha de chegada encabeçado por Kasper Asgreen, 7.47 minutos depois de Cavagna, que somou a segunda vitória como profissional, de 23 anos.

O gaulês aproveitou uma fuga formada alguns quilómetros após a partida em Stockton e destacou-se na companhia de Alex Hoehn (Estados Unidos), atingindo oito minutos de avanço sobre o pelotão, antes de partir em definitivo para o triunfo, enfrentando sozinho a escalada de categoria especial do Monte Hamilton (km 140,5), para depois gerir a vantagem até final.

A dureza da etapa deixou um grande grupo a 23 minutos do vencedor. Nele seguiam os portugueses Rui Oliveira (UAE-Emirates), que terminou em 79.º, e José Gonçalves (Katusha-Alpecin), 95.º.

Na classificação geral, Van Garderen manteve o comando com seis segundos de vantagem sobre o italiano Gianni Moscon (INEOS), e sete sobre Asgreen. João Almeida, a 8.13 minutos, é agora o melhor luso, tendo subido quatro posições, para 43.º, enquanto José Gonçalves caiu para 62.º, a 18.25, e Rui Oliveira para 72.º, a 25.00.

A quarta etapa liga o circuito de Laguna Seca a Morro Bay, na distância de 212,5 quilómetros, e poderá dar a palavra aos sprinters na discussão da vitória.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.