A NBA é mais uma das muitas competições suspensas em virtude do surto de coronavírus Covid-19. A suspensão da competição, contudo, levou já ao surgimento de uma iniciativa solidária entre várias das maiores estrelas do basquetebol norte-americano.

Kevin Love anunciou que iria contribuir para financiar o pagamento dos salários dos funcionários da competição que eram pags à hora durante os jogos e que, como consequência da paragem da competição, ficam sem esse rendimento. O jogador dos Cleveland Cavaliers doou, assim, 100 mil dólares - aproximadamente 90 mil euros - para diminuir os efeitos da interrupção da NBA nos bolsos dessas pessoas, com a suspensão dos jogos prevista para durar, no mínimo, 30 dias.

Contagiados pela solidariedade de Love, outros jogadores vão seguir o exemplo. O 'rookie' Zion Williamson, dos New Orleans Pelicans, anunciou nas suas redes sociais que irá "cobrir os salários de todos os trabalhadores do Smoothie King Center" durante este intervalo de tempo.

Outros, como Giannis Antetokounmpo, também não ficaram indiferentes. O 'greek freak', uma das figuras da temporada, contribuiu igualmente com 100 mil dólares para ajudar a pagar os salários dos funcionários do Fiserv Forum, onde atuam os seus Milwaukee Bucks. Um exemplo seguido, ainda, por Blake Griffin, dos Detroit Pistons.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.