Depois das épocas 2003 e 2012, o 1.º de Agosto e Interclube vão disputar pela terceira vez a final da Taça de Angola em basquetebol masculino, agendada para o dia 19 deste mês, em campo ainda por indicar pela federação da modalidade.

Sete anos depois da última disputa, ambas ganhas pelos 'militares', o clube central das Forças Armadas parte com favoritismo em relação aos 'polícias', a julgar, entre outros aspetos, pelo plantel das duas formações e a campanha no decurso da época, onde o D’Agosto vem dominando quase tudo.

Apesar disto, é preciso ter em conta o ascendente do Interclube, um dos conjuntos que este ano conseguiu já impor uma derrota aos 'militares' e três ao outro candidato ao título nacional, Petro de Luanda, isto no campeonato.

Das três finais em que Inter e D’Agosto mediram forças (uma das quais foi a duas mãos), o clube militar mantém-se invicto, pois superou o adversário por 91-61, no ano de 2003, bem como por 94-56 e 80-77 nas duas mãos da final de 2012.

Sendo assim, prevê-se uma partida difícil para a 'turma dos bombeiros', pois, apesar de eliminar o ASA nas meias-finais com vantagem no cômputo geral de 25 pontos, resultantes da vitória (98-71) na primeira-mão e derrota (75-77) na segunda, terá de redobrar esforços para impor-se no retângulo de jogo, ante um adversário teoricamente superior.

Detentor do título, o 1º de Agosto, maior vencedor desta competição com 14 troféus, afastou nas meias-finais o Petro de Luanda, superando a desvantagem de nove (90-99) que trazia da primeira mão, com triunfo, por 94-83, no duelo de resposta.

A formação do 'Rio Seco' venceu a Taça de Angola nos anos 1985, 1986, 1987, 1988, 1992, 1995, 2002, 2003, 2005, 2006, 2008, 2009, 2012 e 2018, ao passo que o Interclube foi três vezes finalista vencido (2003, 2012 e 2017).

O pavilhão que acolhe o jogo da final, a 19 de abril, será conhecido esta sexta-feira, segundo informou à Angop o secretário-geral da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), Nelson Sardinhas, tendo adiantado que o elenco federativo está igualmente a tratar questões relativas aos direitos de transmissão televisiva do jogo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.