A realização em Luanda da fase final da primeira edição da Liga Africana dos Clubes Campeões em Basquetebol "AfroLiga" confere ao 1.º de Agosto um certo favoritismo à conquista da prova, prognosticou o seleccionador nacional na classe dos sub-18 , Carlos Dinis.

Em declarações à Angop acerca da fase final, a decorrer de 24 a 26 de Maio, no pavilhão Multiusos do Kilamba, o também técnico do Atlético Sport Aviação (ASA) disse que as equipas angolanas são muito fortes a jogar em casa e que o 1.º de Agosto procurará provar isso.

Reconheceu, porém, que os “militares” poderão encontrar algumas dificuldades diante da forte equipa do Smouha Sporting Club do Egipto, que para chegar a esta fase eliminou uma formação que já foi campeã africana em duas ocasiões (1999 e 2016), o Al Ahly SC do Egipto.

“Angola é uma potência do basquetebol africano e tem os campeonatos internos mais competitivos e fortes, o que será uma vantagem em relação aos adversários”, reforçou o treinador, sem desprimor para as outras equipas.

Disputam a em sistema de todos-contra-todos a uma volta, as equipas do 1º de Agosto (Angola), Smouha Sporting Club (Egipto), Association Sportive Sale (Marrocos) e Jeunesse Sportive Kairouanaise (Tunísia).

O sorteio desta fase, também denominada “final four”, realizou-se no dia 27 de Abril, na sede da FIBA-África, em Abidjan (Côte d'Ivoire), e ditou as partidas 1º de Agosto-Smouha Sporting Club do Egipto e Association Sportive Sale-Jeunesse Sportive Kairouanaise.

Para chegar a esta fase, o 1.º de Agosto eliminou outra formação angolana, o Petro de Luanda, com vitórias por 70-57, na primeira “mão” dos quartos-de-final, no dia 22 de Março, no Pavilhão da Cidadela, e por 74-57, na segunda “mão”, disputada a 5 de Abril, no pavilhão do Kilamba.

O 1.º de Agosto é a equipa com mais títulos na competição, oito, enquanto o Association Sportive Sale de Marrocos é o campeão em título.

Angola lidera o Ranking da FIBÁfrica com 11 títulos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.