O antigo futebolista Neno vai apadrinhar a 11.ª edição da Corrida da Liberdade, em 13 de janeiro em Cabo Verde, anunciou hoje a organização, prevendo a participação de mais de cinco mil pessoas em todas as atividades.

Em conferência de imprensa, o presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos, realçou que a presença do antigo guarda-redes português de origem cabo-verdiana vai "dar mais prestígio" à prova que assinala a data das primeiras eleições multipartidárias em Cabo Verde, em 1991.

Adelino Augusto Graça Barbosa Barros, mais conhecido por Neno, nasceu na cidade da Praia em 27 de janeiro de 1962, mas representou a seleção portuguesa e clubes como Benfica, Vitória de Guimarães, Vitória de Setúbal e Barreirense.

Instituída em 2009, a prova já levou à capital cabo-verdiana figuras do mundo desportivo como o já falecido Eusébio, o atual presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, o ex-futebolista angolano Pedro Mantorras, o judoca Nuno Delgado, as atletas Fernanda Ribeiro e Rosa Mota.

No ano passado, marcaram presença José Augusto, António Simões e Hilário, elementos da seleção portuguesa que conquistou a medalha de bronze no Mundial de futebol de 1966, e António Veloso, antigo jogador do Benfica.

Para o vereador do Desporto da Câmara da Praia, José Eduardo dos Santos, a presença de personalidades internacionais traz "ganhos enormes" à corrida e à capital de Cabo Verde, sendo uma forma de o cidadão comum estar próximo de figuras que fazem parte do imaginário e que são ídolos no país.

"Independentemente das modalidades, temos procurado trazer pessoas de vários quadrantes, seja do desporto, da política, da cultura", afirmou José Eduardo dos Santos.

A prova principal é a meia maratona para atletas profissionais - masculino e feminino - que tem partida no Plateau, centro histórico da cidade da Praia, e meta no largo do Estádio da Várzea.

A corrida terá apoio técnico de uma equipa portuguesa na cronometragem oficial, permitindo que todos os participantes acedam ao vídeo e ao tempo logo que cortarem a meta e emitir o certificado de participação, via online, cerca de 10 minutos depois de cortar a meta.

"Tecnicamente é um grande avanço para a corrida", salientou o vereador do Desporto.

Haverá ainda uma corrida de 10 quilómetros para atletas não profissionais, corrida de jovens dedicada às escolas do ensino básico e secundário da ilha de Santiago e uma marcha de quatro quilómetros para crianças e idosos, onde se espera a participação massiva das pessoas.

A Câmara Municipal da Praia, organizadora do evento, espera a presença de mais de cinco mil pessoas em todas as atividades e cerca de 450 atletas nas provas premiadas.

A Corrida da Liberdade está orçada em 10 milhões de escudos cabo-verdianos (90 mil euros) e um milhão de escudos (9 mil euros) serão distribuídos em prémios.

As inscrições poderão ser feitas online, em todos os serviços da Câmara Municipal da Praia, nas lojas do patrocinador oficial e na Federação Cabo-verdiana de Atletismo (FCA), a responsável técnica do evento.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.