A russa Anisya Kirdyapkina foi suspensa por três anos pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), por doping, e desclassificada de várias competições, entre as quais os Mundiais de 2011, permitindo a Susana Feitor subir ao quarto lugar.

De acordo com o comunicado divulgado na quinta-feira, a marchadora russa foi desqualificada das provas que disputou entre 25 de fevereiro de 2011 e 11 de outubro de 2013, nomeadamente, os Mundiais de 2011 e 2013 e dos Jogos Olímpicos Londres2012.

Nos Mundiais de 2011, disputados em Daegu, com a desclassificação nos 20 quilómetros de marcha de Kirdyapkina, que tinha conquistado a medalha de prata – numa prova em que a vencedora Olga Kaniskina também já tinha sido punida –, Susana Feitor sobe ao quarto lugar, Ana Cabecinha ao quinto e Inês Henriques ao oitavo.

Dois anos mais tarde, na mesma prova, em Moscovo, a russa voltou a terminar na segunda posição e a sua desqualificação promoveu Cabecinha ao sétimo posto, Henriques ao 10.º e Vera Santos ao 16.º.

Em Londres2012, com a punição a Kirdyapkina, quinta, depois de a compatriota Olga Kaniskina, medalha de prata, também já ter sido desclassificada, as portuguesas também sobem na classificação geral. Cabecinha ascendeu ao sétimo, Henriques ao 13.º e Santos ao 47.º.

Kirdyapkina integrou a seleção russa que conquistou a Taça da Europa de 2013, em Dudicne, na Eslováquia, onde foi a vencedora individual e em que a seleção portuguesa terminou no segundo posto.

A suspensão de Kirdyapkina, de 29 anos, vai terminar em 20 de julho de 2020.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.