As federações de basquetebol, andebol, voleibol e patinagem estão a trabalhar num documento conjunto sobre a retoma das competições, canceladas devido à pandemia de covid-19, que vai ser entregue em breve às autoridades.

“Estamos a trabalhar em conjunto num documento sobre a retoma das competições, com procedimentos preventivos que devem ser seguidos devido à covid-19. O documento será enviado ao Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) em breve”, disse à Lusa José Pinto Alberto, diretor de competições da Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB).

O responsável explicou que as federações têm mantido contactos com o IPDJ durante a elaboração do documento e admitiu que o mesmo possa ser também analisado pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

José Pinto Alberto explicou que o documento conta com diretrizes para a atividade desportiva de competição em pavilhão e também para a atividade ao ar livre não competitiva.

“Queremos o retomar da atividade ao ar livre o mais rápido possível e que em pavilhão se possa começar pelo menos a treinar a partir de 01 de agosto”, salientou.

O diretor de competições espera, depois da entrega do documento, uma resposta das autoridades responsáveis o “mais breve possível”, defendendo que os clubes e as federações necessitam de se organizar.

“É importante em primeiro lugar para os clubes, para que possam programar as suas épocas, saberem quando podem iniciar os treinos e resolverem outras questões, como os contratos. Para as federações também é importante, para que possam programar as suas épocas”, explicou.

Na terça-feira, a Federação Internacional de Basquetebol (FIBA) divulgou um guia com recomendações para o regresso da modalidade, tendo anunciado também a criação de uma ferramenta para a avaliação de risco.

José Pinto Alberto explicou que o documento da FIBA organiza uma série de procedimentos que já estavam a ser analisados.

“Existe uma série de aspetos que vão estar em consonância e depois alguns aspetos que vão ser decididos de acordo com a situação de cada país. Temos acompanhado as diretrizes das várias organizações, das entidades de saúde e também de outras federações”, defendeu.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas - Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Esta época, em Portugal, as competições de basquetebol foram canceladas sem atribuição de título, devido à pandemia de covid-19, tal como sucedeu com andebol, futsal, voleibol e hóquei em patins.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.