A seleção angolana sénior masculina de andebol poderia ter uma melhor prestação no 26.º Campeonato do Mundo da modalidade que decorre, na Dinamarca e Alemanha, segundo o técnico Filipe Cruz.

O selecionador angolano, falava à Angop, no final do jogo em que derrotou o Japão por 32-29 na despedida da prova que termina a 24 do corrente, tendo realçado que as derrotas, na fase regular e classificativas, estão relacionadas com a falta de determinação e capacidade na finalização dos jogadores.

"Ao finalizarmos a nossa presença no mundial notamos que era possível fazer mais e melhor sobretudo no jogo das classificativas diante da Arábia Saudita", disse.

Filipe Cruz, admitiu ter um grupo de jogadores com muita qualidade mas que precisam de competir mais a nível internacional.

Na sua óptica, na partida de sábado, diante do Japão, a eficácia ofensiva foi acima dos 70%, perante a um adversário forte.

"Hoje estivemos melhor em vários aspectos porque os níveis de concentração estiveram bem visíveis, daí a vitória que nos levou a evitar o último lugar",frisou.

O sete angolano perdeu sábado, no jogo das classificativas frente a Arábia Saudita, por 28-33.

Nesta quarta participação num mundial, Angola ganhou na jornada inaugural (grupo D) o Qatar (24-23) e perdeu frente a Hungria (24-34), Suécia (19-37), Argentina (26-33) e Egipto (28-33).

Na sua primeira participação num mundial em 2005 (Tunísia), Angola ficou na 20.ª posição, 2007 (Alemanha) 21.ª.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.