Em declarações ao site do Benfica, Telma Monteiro, judoca das 'águias' e medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 2016, no RIo de Janeiro, comentou o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A judoca considera que a decisão era expectável e que acaba por ser importante para a justiça das qualificações.

"Para mim, foi a melhor opção. Era algo que já era esperado e, sinceramente, também desejado pelos atletas. Não só porque a preparação não estava a ser a ideal, mas em termos de apuramento olímpico não estaria a ser justo para os atletas que ainda precisam de se qualificar", disse, revelando ainda que não era possível realizar a preparação devida com a situação que está a ser vivida no mundo.

"Mas acima de tudo porque agora é um momento em que temos de pensar em combater o vírus e fazer a nossa parte da melhor forma para que esta situação acabe. Era impossível estarmos focados nos Jogos Olímpicos com esta situação a decorrer. Foi a melhor opção", realçou.

Por fim, Telma Monteiro, de 34 anos, admitiu estes serão os seus últimos jogos olímpicos e que o adiamento não veio alterar essa situação.

"(...) tendo em conta o meu percurso e os meus objetivos, estes Jogos seriam sempre os últimos da minha carreira. Mas ainda há muitos desafios para cumprir sem ser os Jogos Olímpicos" concluiu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.