O presidente da Federação Internacional de Atletismo, Sebastian Coe, afirmou hoje que uma decisão sobre os Jogos Olímpicos Tóquio2020 “pode tornar-se muito óbvia nos próximos dias ou semanas”, devido à pandemia de Covid-19.

De acordo com o dirigente britânico, de 63 anos, a próxima edição dos Jogos Olímpicos, que vários comités nacionais e federações de várias modalidades começam a pedir para ser adiados, não tem de realizar-se “a qualquer custo”.

“Com as qualificações a serem adiadas a um ritmo muito elevado”, Coe avançou que “as condições equitativas estão em risco” e que, se isso for perdido, então também se perderá a “integridade da competição”.

Campeão olímpicos dos 1.500 metros em Moscovo (1980) e Los Angeles (1984) e medalha de prata nos 800 também nas duas edições, Coe adiantou ainda que estão agendadas mais reuniões para a próxima semana para determinar os passos seguintes.

Os comités olímpicos de Estados Unidos, Espanha, Brasil e Noruega, bem como das federações norte-americana de atletismo e natação e espanhola de atletismo já se manifestaram a favor do adiamento dos Jogos Olímpicos.

Os Jogos Olímpicos estão agendados para o Japão, entre 24 de julho e 09 de agosto.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 290 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 12.700 morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, com a Itália a ser o país do mundo com maior número de vítimas mortais (4.825).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.