Timor-Leste fez-se representar nos VIII Jogos Desportivos da
CPLP apenas com o futebol. Mas o suficiente para levar uma medalha para casa, e
logo de prata. José Luís, chefe da missão timorense, explicou ao SAPO Desporto os
contornos da participação de Timor-Leste.

O segundo lugar de Timor-Leste no futebol foi uma das
grandes surpresas nos VIII Jogos Desportivos da CPLP. Uma medalha de prata que
é o corolário da aposta das autoridades timorenses na modalidade rainha destes
jogos, como explicou José Luís: «A cultura dos jogos da CPLP em termos de
desporto é o futebol. Vimos isso em 2008 no Rio de Janeiro e vimos que sem o
futebol, a participação não teria tanta

Importância. Em 2010 em Moçambique participamos com o ténis
e o atletismo e não tivemos o impacto suficiente para sentirmos que éramos da
CPLP».

Com a brilhante participação no torneio de futebol, onde
Timor-Leste apenas foi travado pelo campeão, Portugal, o chefe da missão timorense
afirmou que daqui em diante, haverá sempre uma equipa de futebol a defender as
cores de Timor em campo: «Fizemos ver as autoridades responsáveis que o futebol
é a essência destes jogos. Já preparamos o futuro, com um programa, onde o
futebol vai estar presente sempre nos Jogos Desportivos da CPLP».

Timor-Leste acabou por ser a segunda seleção mais apoiada,
apenas superada por Portugal. Nos jogos de futebol frente as seleções de Moçambique,
Angola e Cabo Verde, o público português "puxava" pelos rapazes
timorenses. Algo que, na opinião de José Luís, extravasa as fronteiras do
futebol: «A simpatia por Timor-Leste não está só ligada ao desporto. A emoção
de ser um país recente, conseguir a medalha de prata no futebol, que é
dignificante, mas que contempla o resto de todo o trabalho na restauração da
nossa independência, que nos custou bastante», afirmou José Luís.

Na final do torneio de futebol, Timor-Leste perdeu com
Portugal por 0-2.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.