À margem da Sessão de Abertura da Conferência de Sensibilização ao Combate à Manipulação Desportiva, realizada esta terça e quarta-feira, na Direção Nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, diretor nacional da PJ abordou a questão da manipulação de resultados considerando que o assunto ultrapassa a escala nacional.

"Os problemas das atividades criminosas ligadas à atividade desportiva são fenómenos de cariz internacional. Nós temos tido os casos que são todos conhecidos, naturalmente nós temos uma preocupação que é antecipar e prevenir", afirmou, antes de acrescentar a importância que estes delitos têm pela sua larga vertente financeira.

"É uma prioridade por várias razões, porque de uma forma global estamos a falar de verbas astronómicas que a questão da manipulação de apostas movimenta. Há essa disfunção, há a violação da ética desportiva, da seriedade, da honestidade, da transparência... ", disse.

Questionado sobre se existiriam intocáveis pelo trabalho da PJ e da Justiça no futebol português, Luís Neves é peremptório ao afirmar que não qualquer um que tenha de ser investigado, será investigado.

"Não há intocáveis nem nesta [futebol] nem em qualquer outra atividade. Nós temos-o dito de uma forma muito aberta, nem necessário seria, porque essa é a matriz da Polícia Judiciária, a policia investiga quem tiver de investigar, seja quem for, seja qual for a sua condição e isso não é um problema. É a matriz da instituição, a matriz da justiça e é um compromisso que nós temos. Há um cidadão que tem de ser investigado, há uma organização que tem de ser investigada e é investigado com os melhores meios que podemos ter", concluiu.

A Conferência de Sensibilização ao Combate à Manipulação Desportiva, realiza-se nos dias 18 e 19 de fevereiro na sede nacional da Direção Nacional da Polícia Judiciária. A conferência acontece graças à ligação da PJ ao Projeto Europeu Integrisport, patrocinado pelo Conselho da Europa.

A conferência é dirigida a magistrados, elementos da PJ e representantes das entidades de relevo nesta área como, entre outros, o Instituto Português do Desporto e da Juventude, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, o Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos, a Federação Portuguesa de Futebol.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.