Contrariedade para o FC Porto na final da Taça de Portugal. Os 'dragões' ficaram reduzidos a 10 aos 38 minutos, após Luis Díaz ter visto o segundo amarelo, depois de falta sobre André Almeida.

O colombiano tinha visto o primeiro aos nove minutos de jogo.

Na sequência dos protestos, Sérgio Conceição viu um amarelo num primeiro instante. Contudo, os protestos continuaram e Artur Soares Dias mostrou o segundo ao técnico do FC Porto.

Após a expulsão, Sérgio Conceição envolveu-se numa quente troca de palavras com Manuel Mota, o quarto arbitro da partida.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.