O FC Porto segue em frente na Taça de Portugal depois de ter batido, esta sexta-feira, o Portimonense por 3-2 em partida da quarta eliminatória, disputado no Estádio do Dragão.  Foram muitas as emoções: A equipa da casa marcou primeiro, a formação algarvia fez a reviravolta no segundo tempo, mantendo essa vantagem até ao minuto 90. No tempo extra, Aboubakar e Brahimi marcaram os golos da vitória e colocaram o FC Porto na fase seguinte da prova.

Para este desafio, Sérgio Conceição apostou em Iker Casillas para a baliza, isto um mês e meio depois de o guarda-redes espanhol ter perdido a titularidade para José Sá.

O FC Porto marcou cedo, aos cinco minutos, por intermédio de Danilo Pereira. Alex Telles bateu o canto na direita com a bola a cair na pequena área, onde apareceu Danilo a encostar para inaugurar o marcador.

Depois de abrir a contagem, o FC Porto perdeu a concentração e o Portimonense aproveitou: À meia hora de jogo, em mais um bom lance coletivo da formação algarvia, com Nakajima a assistir Wellington, este apareceu nas costas de Alex Telles para fazer o empate, com Iker Casillas a ficar muito mal na fotografia.

No segundo tempo, o Portimonense entrou mais recuado no terreno e com maiores cautelas defensivas, enquanto o FC Porto pressionava alto, obrigando os algarvios a um jogo mais direto.

Aos 68 minutos, a formação orientada por Vítor Oliveira deu a volta ao marcador com o golo de Pedro Sá. Numa jogada de insistência, com a bola a sobrar para a entrada da área, onde apareceu Pedro Sá a encher o pé para marcar um golaço, sem hipótese de defesa para Casillas.

Aos 78 minutos, Felipe Macedo viu o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando o Portimonense reduzido a dez elementos. Vítor Oliveira mexeu logo na equipa e essa substituição foi feita de uma forma muito lenta, o que gerou protestos vindos da bancada. No meio da confusão, o treinador ‘rei das subidas’ também foi punido disciplinarmente.

Nos instantes finais, já com o nervosismo instalado no banco portista, Sérgio conceição foi expulso por indicação do árbitro auxiliar.

Numa altura em que a eliminação parecia inevitável, o FC Porto conseguiu virar o jogo, com golos nos descontos de Aboubakar (90+1) e de Brahimi (90+6), assegurando assim a presença na próxima ronda da prova.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.