Dois golos já nos descontos permitiram hoje ao FC Porto virar o resultado e apurar-se para os oitavos de final da Taça de Portugal em futebol, ao vencer no Dragão o Portimonense por 3-2.

Um golo de Danilo, logo aos cinco minutos, parecia encaminhar o FC Porto para uma exibição tranquila, mas os algarvios reagiram e atingiram o intervalo já em igualdade, depois do golo de Wellington, aos 30, tendo Pedro Sá, aos 69, operado a primeira reviravolta no marcador.

Numa altura em que a eliminação parecia inevitável, o FC Porto, a jogar já com mais um elemento em campo devido à expulsão de Felipe Macedo, aos 78, conseguiu virar o jogo, com golos nos descontos de Aboubakar (90+1) e de Brahimi (90+6), assegurando assim a presença na próxima ronda da prova.

No final do jogo, Brahimi assumiu que o FC Porto passou por sérias dificuldades para vencer o Portimonense, mas que são estas vitórias que dão moral à equipa para os próximos desafios.

"É sempre difícil ficar concentrado com o pouco tempo que faltava, mas conseguimos dar a volta à situação e é o mais importante. Estamos felizes", começou por dizer o internacional argelino à Sport TV.

Questionado sobre a reviravolta no final do jogo, Brahimi disse que é 'sempre importante ganhar para dar confiança'.

"Espero que esta reviravolta dê mais confiança e una o grupo ainda mais. Temos de continuar a trabalhar", frisou o jogador do FC Porto.

"Os jogos de taça são sempre difíceis. O Portimonense tem boa equipa, com bons jogadores, sabíamos que ia ser difícil, mas o importante era vencer", atirou o número 8 dos portistas.

Em relação à falta de gestão de esforço para o próximo jogo da Liga dos Campeões, Brahimi garantiu que nenhum jogador pensa nisso quando está em campo.

"Quando jogamos, não pensamos no jogo a seguir. Estamos concentrados no momento, para vencer. O presente é mais importante, agora é descansar", disse Brahimi.

"Reunimo-nos sempre depois dos jogos. Às vezes é o Iker que fala, outras o treinador, ou outros jogadores. Estamos unidos e temos de continuar assim", sentenciou Brahimi.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.