O Sporting qualificou-se hoje para a final da Taça da Liga, depois de vencer o Sporting de Braga, por 4-3, no desempate por grandes penalidades, após uma igualdade a um no final dos 90 minutos.

Em Braga, os 'leões', detentores do troféu, estiveram a perder, com um golo de Dyego Sousa, aos três minutos, mas empataram por Coates, aos 37, marcando quatro de sete penáltis, contra três dos bracarenses.

O jogo ficou marcado por alguns erros de arbitragem e com muitos protestos dos dois conjuntos, principalmente do Sporting de Braga.

Confira alguns dos casos:

Aos 20 minutos, Manuel Oliveira anulou um golo a Luiz Phellype. Cabeceamento de Nani com Marafona a segurar. Este acaba por largar a bola e Coates empurra para dentro da baliza, mas o árbitro já tinha apitado a falta de Phellype sobre o guarda-redes.

Aos 47 minutos, o Sporting de Braga volta à vantagem. João Novais faz o segundo golo dos bracarenses, mas Manuel Oliveira anula o lance por uma alegada falta de Dyego Sousa sobre Marcos Acuña no início do lance.

Aos 77 minutos, Ristovski e Dyego Sousa usaram os braços para tentar ganhar posição. O avançado bracarense acaba por cair, e o árbitro não descortinou qualquer razão para marcar grande penalidade.

Aos 85 minutos, Claudemir agarra Coates pela camisola no interior da área. Depois de batido o livre, Manuel Oliveira é alertado pelo VAR Luís Godinho, vai ele mesmo visionar as imagens e acaba por mandar seguir o jogo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.