José Couceiro considera que o Vitória de Setúbal teve felicidade e reconhece mesmo que a sua equipa não esteve no seu melhor no encontro frente à Oliveirense.

"Não apresentámos a qualidade que temos, acusámos a responsabilidade e necessitávamos de ter mais bola. Tivemos felicidade em alguns momentos, altura em que a Oliveirense podia ter feito golo. Estamos na final com felicidade."

O técnico relembrou que a equipa tem sido assolada por lesões.

"Temos tido muitos problemas, com lesões, também. O Semedo não competia há muito tempo, o Patrick precisa de jogar para voltar ao nível normal. Sabíamos que vários atletas iam cair fisicamente e vão seguir-se muitos jogos sem descanso".

Para a final, o técnico espera que a equipa apresente melhor rendimento.

"Precisamos de ser muito melhores, uma equipa mais tranquila e eficaz, que fique com a bola. Eficazes até fomos pela forma como marcámos os golos, mas temos consciência que é preciso mais qualidade e melhorar bastante. Esta final é para os adeptos".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.