O golo de Nuno Sousa, aos 69 minutos, materializou a pressão dos ribatejanos, numa fase em que era Marafona, o guarda-redes poveiro, a dar nas vistas após duas saídas a impedir que Héldon, aos 30 minutos, e Marco Matias, aos 62, isolados, chegassem ao golo.

O mesmo Nuno Sousa, a figura do jogo, acabaria por sofrer, a 10 minutos do fim, a falta que daria origem à grande penalidade da qual resultaria o 2-0. Na conversão, Héldon fechou o marcador.

No jogo de estreia das duas equipas nas provas oficiais em 2009/2010, o CD Fátima ultrapassou o nervosismo inicial e mostrou-se mais consistente e com maior frescura na segunda parte, desfazendo o equilíbrio da primeira.

Nos poveiros, Vítor Júnior e Gonçalo Abreu construíram os melhores lances da sua equipa, mas foi Bruno Moreira quem esteve mais perto do golo, quando, aos 82 minutos, permitiu que Nené chegasse primeiro a uma bola dividida.

O regresso do CD Fátima às provas organizadas pela Liga não poderia ter tido melhor desfecho, perante um Varzim que, de acordo com o seu treinador, Eduardo Esteves, ainda não perdeu a eliminatória e promete tudo fazer para anular a desvantagem.

Jogo no Estádio Municipal de Fátima.

Fátima - Varzim, 2-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

1-0, Nuno Sousa, 69 minutos.

2-0, Héldon, 80 (grande penalidade).

Equipas:

- Fátima: Nené, Pedro Correia, Mamadi, Veríssimo, Duarte Machado, João Fonseca, Kata, João Vilela (Serginho, 91), Marco Matias, Nuno Sousa (Wanderson, 87) e Heldon.

(Suplentes: Hugo Pinheiro, Serginho, Branquinho, Miguel Neves, Wanderson, Samuel e Moreira).

- Varzim: Marafona, Caetano, Pedro Santos, Neto, Telmo, Tito, André (Mendes, 17), Nelsinho (Ruben Saldanha, 82), Vítor Júnior (Gonçalo, 89), Bruno Moreira e Gonçalo Abreu.

(Suplentes: Rui Barbosa, Tiago Lopes, Pica, Gonçalo, Campinho, Ruben Saldanha e Mendes).

Árbitro: Luís Reforço (Setúbal).

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Mamadi (54) e Pedro Santos (80).

Assistência: Cerca de 600 espectadores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.