O Sporting assegurou hoje presença nas meias-finais da Taça da Liga de futebol, após um empate 1-1 no terreno do Belenenses, que lhe garantiu o primeiro lugar do Grupo B.

No Estádio do Restelo, em Lisboa, o argentino Marcos Acuña, aos 74 minutos, deu vantagem ao Sporting, mas o uruguaio Sebastian Coates, com um autogolo, repôs a igualdade, aos 76, não invalidando, no entanto, o apuramento para a 'final four', em que a equipa de Jorge Jesus se junta para já ao Vitória de Setúbal.

No final do jogo, o treinador do Belenenses lamentou o resultado final e afirmou que a sua equipa teve as oportunidades mais flagrantes de golo e que o Sporting adiantou-se no marcador através de um lance fortuito.

"Dentro do objetivo que era passar, resultado negativo. Tarefa difícil, num grupo com Marítimo e Sporting. A equipa acreditou pela quantidade de jogo ofensivo que construiu. Resultado frustrante, tivemos as oportunidades mais flagrantes", começou por dizer Domingos Paciência em declarações à Sport TV.

"Acabámos por sofrer um golo fortuito e marcar um golo fortuito. O Belenenses teve momentos em que esteve por cima, momentos em que perdeu algum controle em função do resultado e com a entrada de dois avançados, mas fez um bom jogo", acrescentou o técnico do Belenenses.

Questionado sobre a série de oito jogos consecutivos sem vencer, Domingos Paciência recordou que nenhuma equipa pode vencer todos os jogos e que no passado não se pode 'mexer'.

"No passado não podemos mexer. Temos de trabalhar no presente para mudar o futuro. Ter alguma estrelinha connosco. Também é preciso. O Belenenses não ganha os 30 jogos no campeonato. Estamos dentro daquilo que era a fase do ano passado por esta altura. Estamos a trabalhar para construir vitórias, golos, situações", disse o técnico do Belenenses.

"Há faltas de clube grande e faltas de clube pequeno. Hoje tivemos dois lances na área que deixam dúvidas: o Coates por duas vezes, uma com a mão, outra a agarrar o Maurides. Situações que se calhar na nossa área teriam um critério diferente. E o Belenenses é a única equipa que não tem um penalti esta época", acrescentou Domingos Paciência.

Os 'leões' terminaram a terceira fase no primeiro lugar do grupo, com cinco pontos, tantos quantos o Marítimo, que hoje venceu o União da Madeira, por 3-2, mas com melhor diferença entre golos marcados e sofridos (7-1 contra 4-3).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.